Garantia estendida: quando vale a pena

A garantia estendida é oferecida por muitas lojas para produtos eletrônicos, eletrodomésticos e até carros. É uma espécie de seguro, que garante o conserto…

Por Editorial MDT em 12/03/2012

A garantia estendida é oferecida por muitas lojas para produtos eletrônicos, eletrodomésticos e até carros. É uma espécie de seguro, que garante o conserto ou troca do produto mesmo depois de vencida a garantia contratual dada pelo fabricante e a garantia legal – de 30 dias para produtos não duráveis e 90 dias para duráveis. O seguro pode variar de seis meses a dois anos. A dúvida é se vale mesmo a pena o consumidor investir nesse serviço, que encarece o valor da compra.

Fazer a garantia estendida para bens de consumo duráveis pode valer a pena (Foto: divulgação)

A prática já foi regulamentada pela Superintendência de Seguros Privados (Susep) e pelo Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP), por isso, somente pode ser oferecida por uma seguradora e não diretamente pelo fabricante ou pela loja. Adquirir a garantia pode ser interessante quando o consumidor compra um bem e não deseja pôr a mão no bolso novamente se o produto apresentar defeito, após a garantia normal expirar. Para carros ou eletrônicos como computadores, refrigeradores e lavadoras, que são usados por mais tempo, a garantia estendida oferece maior segurança. Mas se você troca sempre seu celular por um modelo mais atual, contratar o seguro ao comprar um novo pode não valer o investimento.

A opção pode não ser viável para produtos que são trocados com frequência (Foto: divulgação)

É preciso ficar atento antes de assinar o contrato, já que o bem segurado pode não estar totalmente coberto. No caso de um carro, por exemplo, o seguro poderá incidir sobre um componente e não outro. Se o cliente parcelar a compra, deve ter a opção de financiar a garantia junto. Caso o consumidor queira cancelar o serviço, a seguradora deve lhe dar a opção de reembolso, ainda que desconte um valor proporcional.

Leia atentamente o contrato, antes de comprar o serviço (Foto: divulgação)

O contrato compreende três partes, a proposta propriamente dita, o extrato ou confirmação da cobertura e um tipo de manual, que informe o que é ou não coberto. Há duas formas de garantia estendida, a que amplia o tempo de seguro fornecido pelo fabricante e a complementar, que apenas aumenta as condições de seguro fornecidas pelo fabricante.  Ao contratar o serviço, avalie se é viável aceitar a proposta.

 

Top