Sensor de presença na iluminação: como usar

O sensor de presença na iluminação é um sistema capaz de detectar movimentos e acender a luz automaticamente para facilitar a vida das pessoas.…

O sensor de presença na iluminação é um sistema capaz de detectar movimentos e acender a luz automaticamente para facilitar a vida das pessoas. O dispositivo costuma ser usado em prédios e estabelecimentos comerciais, mas também pode fazer parte da residência.

Existe um tipo de sensor para cada aplicação. (Foto:Divulgação)

Diferente do que muitas pessoas pensam, o sensor de presença não prejudica a estética da casa e nem possui restrições extremas de uso. Os dispositivos comercializados atualmente são dotados de tecnologia avançada e satisfazem as necessidades de iluminação de cada ambiente.

Existem muitas opções de sensores disponíveis no mercado. Os dispositivos criados para a área externa visam à segurança, já os internos criam comodidade e reduzem o tempo de acendimento, ou seja, o desperdício de energia.

Os sensores podem variar com relação às funções, mas todos possuem um objetivo: acender a lâmpada do ambiente apenas quando o dispositivo sensível for acionado.

Como usar o sensor de presença na iluminação?

Os sensores externos são mais resistentes. (Foto:Divulgação)

Com tantos modelos de sensores à venda, o morador pode ficar em dúvida com relação à escolha. Confira a seguir alguns detalhes que precisam ser considerados no momento da decisão por um dispositivo:

• Se a intenção é comprar um sensor para a área externa, então o consumidor deve levar em conta a necessidade de proteção do imóvel. O produto também precisa apresentar resistência aos fatores naturais, como chuvas e ventos.

• O ambiente interno pode ganhar um sensor de presença sem muitos ajustes de sensibilidade. O dispositivo não precisa ser tão resistente quanto o externo e pode usar lâmpada comum.

•Alguns sensores utilizam o recurso infravermelho, no qual a elevação da temperatura também aumenta a sensibilidade. Se o local for muito quente, o ideal é usar um compensador que ajusta a temperatura a cada ocasião.

Há muitos modelos de sensores no mercado. (Foto:Divulgação)

• Antes de comprar um sensor, é necessário verificar se o dispositivo comporta o tamanho da área onde ele será instalado. A cobertura varia de acordo com a abertura horizontal da lente e a distância máxima de captação, informada pelo fabricante.

Leia Também:  Detran Alagoas: IPVA, Multas em Maceió

• Em alguns casos, o sensor de presença deve ser dotado de uma tecnologia capaz de detectar animais de pequeno porte ou insetos, como é o caso do Pet Alley ou Pet immunity.

• A instalação dos sensores de presença é simples, mas se o morador tiver dificuldades, ele pode contratar mão-de-obra especializada para deixar tudo funcionando perfeitamente.

• Existe um tipo de sensor para cada aplicação, ou seja, para parede, teto, muro, móveis ou pátio.

Top