Foliculite: o que é, como tratar

A foliculite é uma infecção dos folículos pilosos causadas por bactérias do tipo estafilococos. A invasão bacteriana pode ocorrer espontaneamente ou favorecida pelo excesso de umidade ou suor, raspagem dos pelos ou depilação.

Atinge crianças e adultos podendo surgir em qualquer localização onde existam pelos, sendo frequente na área da barba (homens) e na virilha (mulheres).

Confira dicas de como acabar com esse problema

Manifestações clínicas

Quando superficial, a foliculite caracteriza-se pela formação de pequenas pústulas (bolhinhas de pus) onde é possível observar o pelo no centro, com discreta vermelhidão ao redor. Alguns casos não apresentam pus, aparecendo apenas vermelhidão na região afetada. Quando as lesões são mais profundas, formam-se lesões elevadas e avermelhadas, que podem ter ponto amarelo (pus) no centro e estarem associadas a dor e coceira no local.

Conheça alguns tipos de foliculite

  • Foliculite decalvante

Neste caso o processo infeccioso leva à atrofia do pelo, deixando áreas de alopecia (ausência de fios) que se expandem com a progressão periférica da doença.

  • Foliculite da barba

Localizada na área da barba, atinge homens adultos, tem característica crônica e, pela proximidade das lesões, pode formar placas avermelhadas, inflamatórias, com inúmeras pústulas e crostas.

Nos homens, a foliculite costuma surgir na região da barba

  • Foliculite queloideana da nuca

É comum em homens jovens afrodescendentes, formando lesões agrupadas que, ao cicatrizar, deixam marcas endurecidas e queloideanas na região da nuca.

  • Periporite supurativa

Atinge as crianças pequenas e geralmente segue-se à miliária, com pústulas superficiais ou nódulos inflamatórios que acabam por drenar secreção purulenta.

Tratamento

O tratamento precisa ser feito com orientação de um especialista, mas geralmente são receitados antibióticos em comprimidos para serem aplicados no local atingido pela inflamação.

Os ácidos glicólico, salicílico e retinóico também são utilizados para tratar a foliculite. Estes medicamentos servem para melhorar o aspecto da pele e tratar o quadro agudo da doença.

Como prevenir

Uma das maneiras de prevenir esse problema é deixar a pele respirar. Evite usar roupas justas e de tecidos grossos com muita frequência, principalmente nos dias mais quentes. A esfoliação é uma grande aliada quando o assunto é prevenir a foliculite e deve ser feita semanalmente. Se a pele estiver irritada e com os primeiros sinais de inflamação, é melhor não esfoliar para não agredi-la ainda mais.

Use cremes que possuam ingredientes como ureia ou ácido glicólico em sua composição, pois o uso regular dessas substâncias ajuda a desencravar os pelos.

A depilação a laser diminui as chances do aparecimento da foliculite

Não há um método de depilação que seja ideal, mas a depilação definitiva a laser é uma das mais recomendadas, já que diminui as chances do encravamento dos pelos e, com isso, os riscos da foliculite são menores. Se precisar apelar para a lâmina, evite usá-la no sentido contrário ao crescimento dos fios.

Para ter resultados duradouros, vale a pena investir na prevenção da foliculite e tomar os cuidados necessários para evitar que as bolinhas voltem a aparecer.

Reply