Facebook pode causar sofrimento psicológico

O uso constante e exagerado das redes sociais tem feito com que muitas pessoas se tornem totalmente dependentes dessas plataformas, chegando até a ficarem…

O uso constante e exagerado das redes sociais tem feito com que muitas pessoas se tornem totalmente dependentes dessas plataformas, chegando até a ficarem doentes caso sejam ignoradas nesses sites, conforme revela uma pesquisa que mostra que o Facebook pode causar sofrimento patológico.

O uso excessivo do Facebook pode resultar em problemas psicológicos, de acordo com pesquisa realizada por uma universidade australiana (Foto: Divulgação)

Contando atualmente com mais de um bilhão de usuários em todo o mundo, o Facebook se tornou um verdadeiro point de encontro de pessoas de todas as faixas etárias, que utilizam os recursos da rede social para conversar, desabafar, se divertir, namorar e realizar diversas outras atividades.

Mas apesar de todas essas facilidades que a plataforma propicia, possibilitando uma maior aproximação entre as pessoas, usar tais recursos tecnológicos com grande frequência pode não ser uma boa ideia, já que causaria até problemas psicológicos reais, principalmente nas pessoas que recebem pouco retorno dos amigos virtuais.

WhatsAppnite: o que é, saiba mais

O que é FOMO: sintomas

Facebook pode causar sofrimento psicológico

Na pesquisa, alguns usuários ficaram sem postar nada na rede social durante dois dias (Foto: Divulgação)

A notícia de que o Facebook pode causar sofrimento psicológico surgiu a partir de uma pesquisa realizada pela Escola de Psicologia da Universidade de Queensland, na Austrália, revelando essa face problemática da dependência causada pelo uso excessivo da rede.

Conduzidos pela professora Stephanie Tobin, os estudos foram divididos em duas etapas. Na primeira delas, usuários assíduos do Facebook dividiram-se em dois grupos, com um deles ficando proibido de fazer qualquer compartilhamento na rede, durante 48 horas.

Continuar Lendo  Match Puppy: rede social para animais de estimação

Na segunda parte do teste, um grupo de voluntários utilizou os computadores do laboratório da universidade australiana para acessar a rede social, mas metade dos PCs estava programada para bloquear as “curtidas” e os comentários nos posts dos participantes.

Terminados os testes, todas as 76 pessoas que participaram da pesquisa responderam questionários para avaliar seus níveis de satisfação com as experiências pelas quais passaram.

Os resultados da pesquisa

Ser ignorado na rede social pode trazer problemas para a autoestima (Foto: Divulgação)

No caso da primeira etapa da pesquisa, os resultados revelaram que ficar sem postar no Facebook durante dois dias causou impacto negativo nas necessidades de satisfação dos usuários, que reportaram níveis mais baixos de pertencimento e existência significativa, conforme a professora que conduziu a pesquisa.

Já na segunda fase, os resultados mostraram que os participantes sem feedback das suas atualizações se sentiram menos incluídos no grupo, o que afetou diretamente a autoestima de cada um. Ou seja, de forma geral, ser ignorado no Facebook pode causar sofrimento psicológico.

Top