Ervas Medicinais: Saiba Tudo

As ervas medicinais são usadas desde a antiguidade, e suas propriedades ativas são usadas em diversa formas, especialmente por pessoas que buscam saúde e…

As ervas medicinais são usadas desde a antiguidade, e suas propriedades ativas são usadas em diversa formas, especialmente por pessoas que buscam saúde e beleza. Dessa maneira é providencial conhecer as ervas medicinais mais comuns e suas propriedades, para aplicar com medida no dia-a-dia, veja algumas dicas de ervas medicinais e suas funções para a saúde:

Cavalinha: A cavalinha possui excelentes propriedades hemostáticas, digestivas, depurativas e diuréticas. Além de remineralizante, rica em sílica, é usada no tratamento de cistites, uretrites, inflamações, inchaços e problemas de próstata. Externamente, auxilia na recuperação da pele em casos de ferimentos.

Catuaba: Sua ação estimula o sistema nervoso, fortalecendo as pessoas esgotadas física e mentalmente. Sua ação tonificante é muito usada para o tratamento de impotência sexual. Capim cidrão: O capim cidrão age como sedativo e calmante da tosse. E empregado no combate a gases intestinais, perturbações urinárias, insônia e cefaléia.

Canela casca: A canela, além de ser utilizada como condimento, é considerada como um estimulante e afrodisíaco, porque eleva a pressão sanguínea. É usada, ainda, em lavagens no combate a germes que atacam o couro cabeludo. Camomila (flor): A camomila é um sedativo suave usado nas debilidades estomacais e intestinais. Além de possuir ação antiinflamatória e tônica, combate vermes, males do útero, ovário, eólicas, enjôos e indigestões.

Calêndula (flor): Suas propriedades agem como excitante e expectorante.
Além de fortalecer o útero, seu uso é indicado para tratar gastrites e úlcera duodena, devido à ação cicatrizante. Como anti-séptica e antiinflamatória, seu uso, em forma de lavagens, auxilia no tratamento de feridas e tumores.

Boldo do Chile: Com sua ação tônica, este chá, consagrado nos casos de afecções e cálculos do fígado, digestão difícil e hiper-acidez, também evita eólicas e previne a icterícia. Barbatimão: Além de ser rica em tanino, esta erva é empregada em lavagens íntimas no combate a corrimentos vaginais.
Ainda em forma de lavagem, seu uso externo sobre feridas possui efeito cicatrizante.

Leia Também:  Plantas Medicinais

Assa-peixe: O assa-peixe é um excelente expectorante e balsâmico. Sua ação auxilia no combate a tosses, bronquite crônica e asmática, gripes e resfriados.

Arruda Ruta: A arruda é frequentemente utilizada em forma de cataplasma nas dores reumáticas e nas nevralgias. O cozimento desta erva com um pouco de vinagre é empregado somente para lavar os cabelos. Ajuda a matar piolhos. Bálsamo: O bálsamo é empregado externamente em forma de lavagens. Sua aplicação é feita sobre esfoladuras, feridas, contusões e sarnas.

Anis-estrelado: O chá realizado com o anis-estrelado, além de saboroso e aromático, age como estimulante gastrintestinal no combate a azias, eólicas estomacais e catarros crônicos. Alfavaca: A alfavaca, além de ação diurética, auxilia no tratamento de distúrbios estomacais. É usada com frequência em forma de banhos contra reumatismo e pernas inchadas.

Nabo: O nabo, cuja raiz constitui um alimento muito nutritivo, atua nas funções do sistema gastrintestinal, auxiliando a digestão e o trânsito dos alimentos no estômago e no intestino. Além de ser eficaz no tratamento das gengivites e amidalites, o nabo também fortalece os rins e aumenta a produção dos hormônios sexuais.

 

Top