Você está em: MundoDasTribos > Bem Estar> Doenças transmissíveis no beijo, dicas, cuidados

Doenças transmissíveis no beijo, dicas, cuidados

Diante do Carnaval, tome cuidado ao beijar uma pessoa (Foto: Divulgação)

Ao contrário do que muito pensam, beijar na boca pode transmitir doenças graves. Com o Carnaval se aproximando, e com as festas onde é comum trocar beijos e cariciais muitas vezes com desconhecidos, é bom ficar atento. Beijar na boca é natural, mas deve-se ter cuidado, já que até doenças sexualmente transmissíveis podem ser passadas de pessoa para pessoa por meio desse gesto.

Além do sentimento, desejo, carinho e demais emoções que envolvem um simples beijo na boca, as pessoas trocam saliva, que trata-se de um fluido formado por 99% de água e que contém amilase, que é uma enzima  necessária para a digestão. Outros itens presentes na saliva são os sais minerais e micro-organismos, sendo que alguns são causadores de doenças.

Doenças sexualmente transmissíveis podem ser adquiridas em um beijo (Foto: Divulgação)

Para beijar cerca de 30 músculos da face se movimentam, gastando de três a cindo calorias e fazendo o coração bater mais rápido, alcançando 150 batimentos por minuto. A circulação também é ativada, ampliando a oxigenação nas células, o que estimula a produção de hormônios, como por exemplo, a ocitocina, que é fabricada pela glândula hipófise, responsável pela sensação de confiança, calma e bem-estar.

Ao beijar uma pessoa é preciso se prevenir de possíveis causadores de doença, a começar pela saúde bucal. Desconfie de mau-hálito, feridas na boca, sangramentos, cárie, e sinais de má higieneem um todo. Depois de beijar, sempre que possível, escove os dentes e use anti-séptico bucal. Essa medida diminui os riscos de se contaminar com alguma bactéria.

Um beijo é um momento de troca de saliva e muitas bactérias (Foto: Divulgação)

Por meio de um beijo você pode adquirir as seguintes doenças:

Cárie dental: Doença infectocontagiosa provocada por bactérias como Streptococcus mutans, que causa a desmineralização do esmalte do dente, ocasionando destruição localizada, progressiva e irreversível.

Gengivite: Essa doença atinge a gengiva, podendo provocar a perca total dos dentes. Nos últimos anos notou-se um aumento no número de casos desse mal, isso porque além da falta de cuidados bucal, a prática de “ficar”, beijar desconhecidos, faz com que as bactérias sejam disseminadas.

Doenças bucais: Um beijo também pode ser o causador de uma faringite, Laringite, Amigdalite, Herpes labial, entre outros males que atinge a saúde da boca. Por isso, faça uma boa higiene nessa parte do corpo, que muitas vezes é esquecida.

Demais doenças: Hepatite A e B; HPV; Meningite; Uretrite; Candidíase; Tuberculose; Gonorreia; Sífilis, Gripe e até o HIV. No caso da AIDS não é a saliva a causadora, mas sim pequenos ferimentos na boca de ambas as partes. Outras doenças sexualmente transmissíveis também podem ser compartilhadas por meio de um beijo, por isso, tome cuidado e pense antes de sair por aí beijando qualquer pessoa.

Recomendado para você
Beleza

Dicas de penteados com Babyliss

Bem Estar

Papel de parede barato onde comprar

Bem Estar

Arranjos de flores: como fazer, dicas

Bem Estar

www.ultrafarma.com.br, Site da Ultrafarma

Comentários
  1. ana camylly disse:

    demais esse site

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *