Dicas para Escolher a Chapinha

Hoje existe uma variedade de prancha ou chapinha que ficamos confusas na hora de comprar uma. Por isso, pesquisamos algumas dicas da Silvana Fernandes, da Taiff, que ajudará você escolher a sua. Confira logo abaixo:

Diferença da Chapinha de porcelana e de cerâmica

A parte interna da prancha pode ser de cerâmica, porcelana ou metal. As pranchas importadas que possuem as partes internas totalmente de cerâmica ou porcelana, em forma de bloco, torna difícil a transmissão de calor, por serem isolantes térmicos. Porém, existem modelos mais modernos e eficientes que são de alumínio revestidos com cerâmica, visto que ele é um ótimo condutor de energia térmica, distribui o calor de forma adequada, e o revestimento de cerâmica ainda protege os fios do contato direto com o alumínio, proporcionado brilho e maciez.

Prancha adequada para cabelos úmidos

Neste caso, o ideal é optar por uma chapinha que tenha saída para o vapor e perfil de cerâmica para proteger os fios úmidos. Existem modelos que podem ser usados tanto em cabelos úmidos quanto em cabelos secos.

Chapinha adequada para cabelos lisos num dia e enrolados no outro

Prefira as de perfil fino e frisos externos, pois torna fácil a modelagem dos cabelos. A pessoa poderá deixar a raiz lisa e o comprimento dos fios enrolados.

Chapinha certa para fios grossos e volumosos

Neste caso um modelo maior seria o mais indicado, opte por uma prancha que permita a escolha da temperatura, pois, assim os cabelos frágeis que precisam de temperaturas mais baixas não serão prejudicados, e que emitam íons negativos – que fecham as cutículas e dão brilho. Os modelos com turmalina são bem interessantes, pois quando aquece, emite íons negativos acabando com a eletricidade estática e o efeito arrepiado.

Com essas dicas será mais fácil escolher uma chapina.

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

2 Comments - Add Comment

Reply