Dicas para aproveitar as liquidações de Natal

Passadas as festividades de Natal e Ano Novo, milhares de lojas de todo o Brasil, bem como diversos sites de e-commerce, começam a temporada de liquidações, com o objetivo de acabar com o estoque que sobrou do período natalino e aumentar as vendas até o mês de fevereiro.

As liquidações pós-natal e ano novo costumam atrair milhares de consumidores para as lojas (Foto: Divulgação)

Os saldões de Natal (ou saldões de ano novo) consistem em boas oportunidades para comprar aquela TV de tela plana, smartphone, tablet, geladeira, fogão, roupas ou o sofá que você tanto queria, entre outros tipos de produtos, pagando valores bem mais em conta que os preços normalmente cobrados.

Mas antes de sair em busca daquele item tão desejado, é preciso conter a empolgação diante das ofertas e seguir algumas dicas para aproveitar as liquidações de Natal, para não se frustrar depois.

Planeje o orçamento

Faça as contas para não gastar demais e evitar deixar o pagamento dos impostos em segundo plano (Foto: Divulgação)

Tradicionalmente, o início de ano é a época de pagar diversos impostos, como o IPVA e o IPTU, por exemplo, e também de quitar a matrícula da escola/faculdade e de comprar o material escolar.

Por esses motivos, é preciso tomar muito cuidado na hora de planejar o orçamento, colocando tais pagamentos como prioridade. A quantia que sobrar pode ser utilizada nas liquidações de natal e também no pagamento de outras contas.

Pesquise em várias lojas

Pesquise em várias lojas antes de fechar uma compra, pois você poderá encontrar descontos até melhores (Foto: Divulgação)

Por mais atrativa que seja a oferta que você acabou de receber por e-mail, não deixe de pesquisar em outros sites e também nas lojas físicas. Lembre-se que vários estabelecimentos comerciais aproveitam essa época para oferecer descontos, ou seja, são boas as possibilidades de encontrar aquele produto com preços ainda mais baixos.

Cuidado com as compras por impulso

Tenha cautela e evite comprar apenas porque os preços estão mais baixos (Foto: Divulgação)

O celular com 50% de desconto que você acabou de ver em uma loja é realmente necessário ou aquele smartphone comprado há alguns meses ainda lhe serve muito bem? Fazendo questionamentos desse tipo, é possível evitar as compras por impulso, para que você não adquira aquele produto só porque o encontrou mais barato.

Produtos de mostruário e/ou com defeito

Antes de comprar, fique atento a possíveis defeitos encontrados nos produtos de mostruário (Foto: Divulgação)

Muitas lojas têm o costume de colocar em liquidação os produtos de mostruário e os itens que apresentem pequenos defeitos, como manchas, partes amassadas, etc. É importantíssimo ficar atento a esses detalhes, lembrando que eles devem constar na nota fiscal.

Vale ressaltar que a lei determina um prazo de até 30 dias úteis para reclamar de defeitos em bens não-duráveis e de até 90 dias para bens duráveis, e que a loja tem até 30 dias para efetuar a troca nos casos em que o defeito inviabilize o uso do produto, mesmo que ele tenha sido comprado em liquidação.

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Reply