Dia mundial do coração

O Dia Mundial do Coração fortalece a importância de certos cuidados para a saúde .[…]

O Dia Mundial do coração é comemorado em 29 de setembro com o objetivo de conscientizar toda a população sobre as doenças cardíacas e como preveni-las. A proposta da campanha também é mostrar a todos a importância de colocar um fim na má alimentação, no uso de bebidas, cigarro, no excesso de peso e no sedentarismo para uma melhor qualidade de vida. A data é Idealizada ela World Heart Federation, uma ONG voltada a fazer políticas para melhoria de saúde em países pobres ou em desenvolvimento.

Muitos órgãos públicos e empresas no Brasil aderiram a campanha do Dia Mundial do Coração. A Unimed, por exemplo, realiza palestras de hora em horaem Campo Grande, capital sul matogrossense, no auditório da Cooperativa, das 8h às 17h, nesta sexta-feira, dia 30. Qualquer um pode participar e não é necessária a inscrição. O endereço é Rua Goiás, 695, Jardim dos Estados.

A Secretaria de Saúde de Campo Grande também incorporou as atividades em comemoração ao Dia Mundial do Coração à sua rotina. Estão previstas duas comemorações para a próxima sexta-feira, dia 30. Haverá uma palestra com profissionais da área sobre o assunto na Escola de Saúde Pública (Av. Senador Filinto Muller, 1480, Bairro Ipiranga), das 7h às 11h e das 17h às 20h30 ocorrerá atendimento à população na Praça Belmar Fidalgo (localizada no Centro da capital) onde os interessados poderão verificar a pressão arterial, o Índice de Massa Corporal (IMC) e receber orientações sobre alimentação e tabagismo.

Mas não é apenas na semana do Dia Mundial da Saúde que ações são feitas para esclarecer, prevenir e combater as doenças cardiovasculares. Aqui no Brasil, o governo federal se mobiliza para tentar mudar essa situação. O Ministério da Saúde tem um programa semelhante, o Pratique Saúde, feito para mobilizar toda a população, os médicos, os governos e a imprensa a respeito do assunto.

Leia Também:  Meditação pode atenuar risco de doenças cardiovasculares em jovens

De acordo com dados do Ministério da Saúde, as doenças cardiovasculares são a primeira causa de mortes no país, por isso, a preocupação tão grande de especialistas. Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia, cuidar do coração requer alguns pequenos cuidados que trazem uma melhora na qualidade de vida, tais como controlar a pressão arterial, eliminar da alimentação o excesso de gorduras, de açúcar e de sal, levar a vida mais tranquilamente não dando vez ao estresse e deixar de lado a bebida e o cigarro.

Com essas dicas, fica muito mais fácil manter a distância dos infartos e da pressão alta, por exemplo. E foi exatamente o que fez a mineira Sônia Barbosa. Em 2006, ela teve um início de infarto e de lá para cá foi ficando cada vez mais nítida a necessidade de se cuidar para não acontecer algo pior. Pesando 118kg, com quadro de hipertensão e níveis altíssimos de triglicérides e colesterol, se inscreveu em uma academia só para mulheres, a Curves, bastante conhecida por ter um programa bem diferenciado e voltado à prevenção e combate a doenças, especialmente as do coração. No segundo mês, as taxas que antes estavam no pico foram normalizadas e o uso de remédios para controlá-las foi suspenso.

 

Top