Depressão pós-parto masculina

Após um estudo publicado no “Journal of American Medical Association” foi identificado que cerca de 10% dos homens sofrem de depressão após o nascimento…

Por Editorial MDT em 23/02/2012

A depressão pós-parto atinge também os homens

Após um estudo publicado no “Journal of American Medical Association” foi identificado que cerca de 10% dos homens sofrem de depressão após o nascimento do bebê, sendo que esse número triplica quando a criança chega aos três meses de vida. Conheça um pouco mais a respeito dessa patologia que está se tornando cada vez mais comum.

☰ CONTEÚDO

Definição

A depressão pós-parto masculina é diferente da que ocorre nas mulheres. O que ocorre com os pais é ocasionado pelo sentimento de abandono, devido ao zelo de cuidados com o filho. Ou seja, o homem começa a questionar a falta de atenção da companheira em relação a ele.

Epidemiologia

Os sintomas da depressão masculina podem se manifestar no início da vida paterna, ou mesmo após o primeiro trimestre do bebê. Outro dado importante é que geralmente ocorre em pais de primeira viagem.

Quadro clínico

Os sintomas que costumam estar presentes nos homens com depressão pós-parto são:

  • Desesperança;
  • Pessimismo;
  • Tristeza profunda;
  • Culpa;
  • Fadiga;
  • Morosidade;
  • Dificuldade de concentração;
  • Dificuldade em tomar decisões;
  • Memória alterada;
  • Desinteresse pelas atividades diárias;
  • Desinteresse sexual;
  • Pensamentos mórbidos ou suicidas;
  • Impaciência;
  • Irritabilidade;
  • Mudanças bruscas de humor;
  • Insônia;
  • Distúrbios alimentares;
  • Dores de cabeça;
  • Distúrbios digestivos;
  • Dores crônicas.

Além desses sintomas e sinais, o homem também pode apresentar outras manifestações que podem passar despercebidas como:

  • Trabalhar demais ou fazer atividades com a finalidade de fugir da vida doméstica (assistir televisão, praticar esporte em excesso);
  • Utilizar bebida em excesso;
  • Ferir-se ou sofrer acidentes com frequência;
  • Tornar-se agressivo;
  • Abandonar a família no período pós-parto.

A integração entre pai e filho é de extrema importância

Fatores de risco

Existem alguns fatores que podem contribuir com o aparecimento desse tipo de depressão:

  • Histórico de depressão;
  • História familiar positiva para depressão;
  • Histórico de transtornos psíquicos;
  • Presença de sintomas depressivos durante a gestação.

Diagnóstico

É importante estar atento as alterações de comportamento apresentado pelo homem durante e após a gestação, pois dessa forma o diagnóstico poderá ser realizado. Vale ressaltar que o diagnóstico precoce é de grande valia.

Tratamento

De modo geral o tratamento para o problema se resume no acompanhamento psiquiátrico e psicológico combinados.

A depressão pós-parto masculina está cada vez mais comum entre os homens da nossa população. Por isso, é importante estar atento aos sinais e sintomas apresentados por eles, para que um diagnóstico precoce seja realizado. Caso seja identificado, procure um atendimento médico especializado o quanto antes.

O carinho paterno é muito importante para a criança e também para o pai

Top