Datas das provas Enem 2013

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) já definiu as datas para a aplicação das provas e o período de inscrição. O MEC estima…

Por Isabella Moretti em 09/05/2013

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) já definiu as datas para a aplicação das provas e o período de inscrição. O MEC estima que haverá 6,1 milhões de inscritos neste ano.

O Ministério da Educação espera receber 6,1 milhões de inscrições em 2013. (Foto:Divulgação)

Neste ano de 2013, os estudantes terão o prazo de 13 a 27 de maio para se inscrever. O formulário estará disponível no site oficial do exame e requer o pagamento de um boleto no valor de R$ 35. Também existe a possibilidade de isenção de taxa, desde que o candidato seja oriundo da rede pública de ensino ou prove a baixa renda.

Saiba mais: O que é permitido levar nos dias de prova do Enem?

Provas Enem 2013: datas

As provas do Enem 2013 serão aplicadas nos dias 26 e 27 de outubro, em 1.632 municípios brasileiros. O início do exame está marcado para as 13h (horário de Brasília), mas os portões serão abertos com uma hora de antecedência.

No primeiro dia de Enem, será aplicada uma prova com 90 questões relacionadas às disciplinas de ciências humanas e ciências naturais. Cada candidato terá 4 horas e 30 minutos para concluir esta primeira etapa.

As provas serão aplicadas em todo Brasil nos dias 26 e 27 de outubro. (Foto:Divulgação)

No segundo dia, o exame será composto por 90 questões de linguagens e códigos e de matemática. Os estudantes também terão uma proposta de redação para demonstrar a habilidade com a escrita e a articulação de ideias. O último dia de prova terá 5 horas e 30 minutos de duração.

O que esperar do Enem 2013?

O Enem 2013 mantém o formato dos anos anteriores, porém o MEC promete mais rigor para corrigir as provas de redação. Os estudantes devem prestar a prova para contar com maiores chances de ingressar no Ensino Superior, pois as principais instituições do Brasil valorizam a nota no vestibular.

As regras da redação do Enem serão semelhantes às de 2012. No entanto, o ministro Aluízio Mercadante garantiu que a correção será realizada com mais cautela. As novas exigências inclui a anulação de redações com deboches.

Quem deseja tirar uma boa nota no Enem 2013 deve começar a estudar. (Foto:Divulgação)

Se a banca de corretores quiser dar nota máxima a uma redação com erros, ela deverá apresentar uma justificativa plausível. A necessidade de um terceiro corretor para avaliar os textos produzidos pelos estudantes também deve aumentar neste ano.

A nota do Enem 2013 será usada como critério de seleção de candidatos do SiSu, sistema que reúne vagas das principais universidades públicas do país. O desempenho no exame também é decisivo para a conquista de uma bolsa de estudos em uma instituição particular pelo Prouni.

Em seu pronunciamento, o ministro Mercadante pediu para que todos os inscritos efetivamente compareçam à prova. Em 2012, 1,5 milhão de estudantes não realizaram a prova.

Veja também: Enem 2012, Inscrições, Datas, Provas

Top