Cuidados necessários para lidar com botijão de gás

Quando o assunto é segurança de botijões de gás, as regras valem tanto para comércio quanto para residência. É essencial renovar os artefatos da instalação de…

Quando o assunto é segurança de botijões de gás, as regras valem tanto para comércio quanto para residência.

É essencial renovar os artefatos da instalação de gás de acordo com a sua vida validade, ou seja, dentro dos prazos estipulados. Outra regra básica é adquirir os registros, as juntas metálicas regularizadas e os reguladores de pressão. Para realizar as trocas, é importante colocar um profissional habilitado,  no caso das empresas,  um gasista que trabalha para as empresas de gás.

É importante ressaltar que ao trocar os botijões, um teste sempre deve ser realizado. Primeiramente, verifique, com uma esponja úmida e com detergente, se há algum vazamento de gás. Para saber se está ou não havendo um vazamento, é preciso notar se a quantidade de espuma na esponja está aumentando e borbulhando. Se esse efeito ocorrer é sinal que o gás está vazando. Se o vazamento prosseguir, a pessoa deverá chamar imediatamente um profissional.

Os botijões devem permanecer em uma área externa do estabelecimento, em um ambiente arejado e ventilado, pois, mesmo não havendo nenhum perigo de explosão, o gás, também, poderá matar por asfixia. Todo gás de botijões possui uma substância com odor, para que as pessoas percebem o cheiro do gás e se alertem quando o sentirem.

O uso do gás nas aéreas comerciais, possui potencialmente maiores chances de risco, devido ao uso frequente e ao estoque do produto. E por último, é imprescindível que, em áreas como lanchonetes, restaurantes, choperias,  haja uma fiscalização realizada pelo Corpo de Bombeiros.

Top