Confira os destaques do quarto dia de Rock in Rio 2011

No dia 29 o maior festival de música de todos os tempos retomou suas atividades com grandes apresentações que, apesar de nenhuma delas ser…

No dia 29 o maior festival de música de todos os tempos retomou suas atividades com grandes apresentações que, apesar de nenhuma delas ser de fato Rock in Roll (com exceção do concerto Legião Urbana) o público saiu satisfeito com as atrações do dia. Apenas algumas peculiaridades foram comentadas, como o fato de Joss Stone estar no palco Sunset, enquanto Kesha se apresentou no palco Mundo, muitas pessoas preferiam o contrário, mas isso não estragou o brilho da noite.

Começando pontualmente as 18h50 o concerto Legião Urbana e convidados foi extremamente elogiado e muito emocionante. O show além de contar com os ex-integrantes da Legião Urbana, e seus filhos, ainda teve a participação especial de Rogério Frausino (Jota Quest), Pitty, Hebert Vianna (Os Paralamas do Sucesso), Dinho Ouro Preto (Capital Inicial), e Toni Platão que apesar de algumas críticas em suas performances fizeram um show memorável junto com a plateia de 100 mil pessoas que não deixou de cantar nenhum verso dos grandes sucessos da Legião. No final do show todos subiram ao palco e cantaram o hino da banda, a música “Pais e Filhos”, foi realmente um show regado a nostalgia, homenagem e emoção.

 

A segunda atração da noite foi à cantora Janelle Monáe, que apesar de não ser a atração mais esperada da noite, conseguiu prender a atenção do público com sua perfomance no palco, e sua voz muito marcante. Um dos momentos em que a galera mais interagiu com a cantora foi quando ela apresentou dois covers das músicas “Take Me With You”, do cantor Prince, e “I Want You Back”, um hit do grupo The Jackson Five.

 

A cantora Kesha certamente foi à atração que menos agradou na noite, pois além de usar o tão criticado efeito playback em alguns momentos em sua apresentação, a cantora forçou a barra nas atitudes Rock in Roll, que todos sabem que não é a “praia” dela. Kesha quebrou guitarra, usou sangue falso, e mesmo assim não conseguiu impressionar o público, apesar do seu esforço e entusiasmo na apresentação. Embora tenha sido muito aplaudida, a performance da cantora não agradou como o esperado.

Leia Também:  Informações sobre o final da série House

 

Não faltou energia na apresentação de Jamiroquai, com o seu estilo de música contagiante e esbanjando carisma, o cantor conseguiu mostrar segurança no placo, e soltou a voz no Rock in Rio. As canções “Cosmic Girl”, “Alright” e “White Knuckle Ride” proporcionaram ao cantor ótimos momentos de interação com a plateia, não deixando cair o ritmo de sua apresentação do começo ao fim.

 

E por fim o elogiado Stivie Wonder que fez jus a todo seu prestígio e nome no Brasil e no mundo, com uma apresentação cheia de clássicos, como “Isn’t She Lovely” e “I Just Called To Say I Love You”, porém foi com uma singela homenagem a música brasileira que fez de Stive o responsável por um dos coros mais bonitos até agora, onde 100 mil pessoas cantaram “Garota de Ipanema” empolgadíssimos, emendando com um trecho de “Você abusou” de Antonio Carlos & Jocafi, inclusive com Stivie arriscando cantar em português, sem dúvida uma das melhores apresentações do evento até aqui.

Top