Como tirar o RIC

O Ministério da Justiça está encaminhando desde janeiro deste ano (2011) uma carta para alguns brasileiros definidos pelo órgão para trocar o RG pelo…

O documento veio para substituir o RG (Foto: Divulgação)

O Ministério da Justiça está encaminhando desde janeiro deste ano (2011) uma carta para alguns brasileiros definidos pelo órgão para trocar o RG pelo RIC (Registro Único de Identidade Civil). O novo número documento, que vem substituindo o RG desde outubro de 2010, possui um sistema complexo e com uma tecnologia de ponta, que inclui dados gravados com laser e microchip, que faz parte de um cartão magnético, tudo para driblar as falsificações e agilizar a transmissão de informações dentro do território nacional.

De um lado do documento consta a foto da pessoa, o número do RIC e as informações pessoais. Já no verso está a impressão digital, além dos números do título de eleitor, do CPF e do Número de Identificação Social do trabalhador (NIS). A intenção do governo é que nos próximos quatro anos o documento substitua 100% os RGs dos brasileiros, mas até lá o documento que usamos hoje poderá ser apresentado como item de identificação pessoal.

O RIC possui um chip de segurança (Foto: Divulgação)

Inicialmente o novo Registro de Identidade Civil foi implantado em um projeto pioneiro em sete municípios do Brasil. São eles: Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA), Hidrolândia (GO), Nísia Floresta (RN), Ilha de Itamaracá (PE) e Rio Sono (TO). Cabe lembrar que não são todos os moradores dessas cidades que deverão trocar o RG pelo novo documento de identificação. Os selecionados serão notificados por correspondência e devem seguir o procedimento descrito na carta. Veja abaixo os passos para se tirar um Registro de Identidade Civil:

Em nove anos todos os brasileiros terão um RIC (Foto: Divulgação)

1. Dirija-se até um posto de atendimento ao cidadão (mesmo local que emite o RG), como por exemplo, o Poupatempo e as delegacias locais;

Leia Também:  Torra Torra Loja Virtual

2. No local escolhido, você terá que realizar a assinatura digital, tirar uma foto, realizará algumas impressões digitalizadas e  fornecerá os seguintes dados: nome, filiação, data de nascimento e sexo;

3. As informações serão retransmitidas para o órgão central, que fica localizado em Brasília;

4. As impressões digitais serão conferidas com as informações que constam em arquivos do governo;

5. Se tudo for validado é emitido um número para o RIC, que ficará guardado no Cadastro Nacional de Registro Único de Identidade Civil. Dessa forma, cada cidadão nascido no Brasil terá um Registro de Identidade Civil. O documento terá custo de R$ 12,00 a R$ 17,00 reais.

Top