Como funcionam os juros do cartão de crédito

No Brasil, os juros do cartão de crédito funcionam em formato rotativo, sendo submetido a uma taxa média de 237,9% ao ano. O país…

Tenha cautela ao usar o cartão de crédito (Foto: Divulgação)

No Brasil, os juros do cartão de crédito funcionam em formato rotativo, sendo submetido a uma taxa média de 237,9% ao ano. O país do futebol, também é o que possui uma taxa maior comparado a cinco nacionalidades da América do Sul e o México. De acordo com a pesquisa divulgada pela Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Proteste), o total dos juros dos seis países analisados, além do Brasil, não chega ao valor médio dos juros cobrados pelas operadoras de cartão de crédito no país do Carnaval.

Os cartões de crédito, de acordo com a instituição organizadora da pesquisa, têm sido o maior fator de endividamento dos clientes porque as taxas cobradas no rotativo se tornam impagáveis. Em dezembro, um levantamento divulgado pela Boa Vista, administradora do Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC), apontou que, entre os inadimplentes do Brasil, 64,1% têm dívidas no cartão de crédito.

O cartão de crédito é uma boa alternativa de pagamento, para quem sabe utilizá-lo (Foto: Divulgação)

Com a possibilidade de realizar o pagamento mínimo da fatura, as pessoas acabam se esquecendo dos ônus dessa escolha. Quando se deixa de quitar o boleto integralmente o juros é aplicado sob o valor que ficou em aberto, além das multas por atraso. A tentação de pagar somente o valor que pode, faz com que os brasileiros se afundem ainda mais no rotativo do cartão de crédito.

O meio de pagamento é uma excelente opção para os períodos do mês fora da data em que tradicionalmente os trabalhadores recebem, podendo tirar as pessoas do sufoco. Mas, não se deixe levar pela ilusão dessa forma de compra. Lembre-se que em uma determinada ocasião será necessário pagar por aquela aquisição, por isso, não caia no truque do parcelamento, e sempre que possível evite pagar no cartão de crédito, opte pelo dinheiro à vista. Se perceber que não será possível quitar o valor total da fatura, fuja dos juros, entre em contato com a financeira do cartão de crédito e negocie a divida em vez de realizar o pagamento mínimo do boleto. E o principal: pare de comprar usando o cartão de crédito até quitar todos os seus débitos.

Continuar Lendo  Guanabara Supermercados

Top