Começa o julgamento do caso Michael Jackson

Conrad Murray é acusado de homicídio culposo e pode ser condenado a quatro anos de prisão.

Para os fãs da música, a semana promete ser movimentada. Começou ontem (27) o julgamento do médico Conrad Murray, acusado pela morte do cantor Michael Jackson.

O médico é o único acusado pelo falecimento do astro, que morreu aos 50 anos em consequência de uma intoxicação aguda por analgésicos em 25 de junho de 2009. A acusação contra Conrad Murray, é de homicídio culposo, cuja pena prevê quatro anos de prisão.

O primeiro dia

No primeiro dia do julgamento, a promotoria abriu a sessão com diversas imagens de Michael Jackson, incluindo uma delas no hospital, já morto e sustentou que “atos e omissões do médico do médico pessoal do cantor provocaram diretamente sua morte prematura”. Mostrou também trechos de áudio extraídos do iPhone do médico, com conversas entre ambos. Já o advogado de Murray, Ed Chernoff afirma que foi Michael Jackson quem administrou por conta própria os remédios que causaram a própria morte.

Imagem: Reuters

Duas testemunhas foram interrogadas na terça: o primeiro foi o coreógrafo e produtor Kenny Ortega, responsável pela turnê “This is It”, para a qual Michael se preparava.

Segundo o portal IG, Ortega declarou que dias antes do falecimento do cantor chegaram a cogitar a possibilidade de cancelar a turnê devido ao estado de saúde visto em alguns ensaios. Em email com data de 20 de junho de 2009, chegou a mencionar que Michael deveria ser avaliado psicologicamente, porém em diversas ocasiões acabou sendo recriminado pelo médico por suas dúvidas. Em questionamento feito pela defesa, reconheceu ter chegado a pensar que Jackson fosse viciado em alguma droga.

A segunda testemunha foi o produtor Paul Gongaware, que trabalhou ao lado do astro em promoção da turnê em Londres. Este, declarou ter preferido o acompanhamento de um médico da própria cidade, com licença local de trabalho. Ele não chegou a ser interrogado pela defesa no primeiro dia, que foi encerrado as 20h15, pelo juiz Michael Pastor, mas deve ser ouvido hoje (28).

Leia Também:  Simulação de Financiamento de Veículos

Retorno do Julgamento

A sessão está marcada para ser retomada hoje às 12h45 (horário de Brasília).

De acordo com o portal G1, entre as testemunhas convocadas devem estar incluídos os paramédicos que atenderam o cantor, especialistas e até mesmo namoradas de Murray. O julgamento pode se estender até o final de outubro.

 

Top