Casacos de lã – Coleção 2011

Ideais para escapar do frio, os casacos de lã marcaram presença em quase todos os desfiles da última edição do São Paulo Fashion Week. Cada grife deu seu toque personalizado à peça, resultando em uma variedade que promete agradar a todos os gostos.

A Animale apostou em modelagens mais retas, seguindo a tendência minimalista apresentada em sua linha primavera-verão. De cardigãs abotoados, longos e soltinhos à casaquetos mais acinturados e justinhos.

As peças caem melhor em mulheres mais esguias, em busca de volume, e podem ser combinados com jeans e ankle boots ou vestidos de corte reto com salto alto ou botas longas.

Já a Amapô propõe a mistura de shapes e texturas, reafirmando a sobreposição. Em seus casacos predomina o tricô, com pegada hand-made, com fios torcidos e tramas desconexas.
A marca aposta na sobreposição do blazer com saia ampla, tudo muito colorido. A dica é equilibrar a proporção dos ombros mais largos com quadris mais estreitos – ou seja, se optar por um casaco fluído, vá de calça jegging ou skinny.

A Triton prezou pelo preto. Blazeres de lã compõem looks com saias vaporosas. O destaque são os mix de texturas e proporções – com aplicações de matelassês, brocados e metalizados. O ideal é fazer o contraponto do peso do blazer de lã com uma saia mais leve.

Alexandre Herchcovitch foi outro que investiu no blazer de lã. Porém, com shape mais amplo, combinado com saia midi de cetim! O estilista propõe um inverno mais sóbrio – sem deixar a elegância de lado. Sendo assim, para quebrar a ‘masculinidade’ do preto, a interferência da renda traz feminilidade ao visual e ajuda a disfarçar as imperfeições dos corpos fora de forma.

Fernanda Yamamoto propõe um inverno mais colorido, com estamparia de círculos e tingimentos manuais. Seus cortes valorizam ombros estreitos e a inserção de feltro e lã na gaze de seda garantem modernidade ao look.

Quem também preza pelo colorido é a Cavalera, que desfilou uma coleção inspirada na bandeira brasileira e nos brasões nacionais. A proposta da marca são casacos com aspecto transgressor, voltado ao estilo rocker. Para os adeptos, combine o pull de tricô com vestido e botinas de cano curto.

Apesar da variedade de modelagens ser maior para o público feminino, os homens também foram lembrados pelos estilistas. A Amapô mescla a lã com o veludo, em blazers com cortes assimétricos e bem coloridos.
João Pimenta, no entanto, apostou em uma coleção minimalista – com inspiração nos hábitos das freiras e uniformes militares, resultando em alfaiataria em lã e casacos e pulloveres confeccionados em tricôs de pontos largos.

Em geral, a grande aposta deste inverno são as releituras modernas dos casacos – uma peça tão tradicional tanto no guarda-roupa feminino como masculino. Sendo assim, a temporada será marcada por peças que mesclam a lã pesada com tecidos mais leves, como linho e tule, no caso das mulheres e veludo e couro, para os homens.

As modelagens são bem variadas e vão desde casacos que perdem os ombros e viram coletes até vestidos-casacos, que são os modelos mais volumosos no topo e vão afunilando até a barra, ajustada na altura dos joelhos.

Reply