Saiba como calcular corretamente o período de férias

Felipo Bellini 20/08/2021 Notícias

O período de férias está previsto nas leis trabalhistas, de acordo com o artigo 129. Esses trabalhadores terão 30 dias para descanso sem ter qualquer tipo de alteração em seu salário, porém é importante ter cumprido 12 meses trabalhados.

Como posso solicitar meu período de férias?

Ao empregado que estiver interessado em ter um mês de férias, deverá conversar com o patrão para verificar se existe a possibilidade, no entanto, quem decidirá se esse funcionário terá esse direito de solicitar será a empresa na qual ele trabalha.

Para que consiga esse direito, será preciso escrever uma carta à mão com um mês de antecedência para que a empresa não tenha problemas neste período. Trabalhadores menores de idade terão as férias no mesmo período das escolas.

Pessoas de uma mesma família que trabalhem juntos poderão sair de férias, caso a empresa não saia prejudicada. Para férias coletivas, todo um setor deverá ter esse período. 

Como funciona o período de férias com a nova reforma trabalhista?

A reforma trabalhista proporcionará férias fracionadas, ou seja, ela acontecerá três vezes no mesmo ano. Há algumas regras importantes que devem ser seguidas para que seja possível ser beneficiado, e são elas:

  • O primeiro período deverá ter 14 dias;
  • Os dois períodos não poderão ter menos que cinco dias corridos;
  • Esses períodos não devem começar antes de feriados e/ou do dia de descanso que é remunerado.

Vale lembrar que com a reforma trabalhista, adolescentes e pessoas com mais de 50 anos não tiveram a chance de ter férias ao longo do ano. O empregador até poderia fornecer férias em dois períodos, porém não eram permitidos ser menos que 10 dias contados.

Como as faltas podem influenciar nas férias?

O excesso de faltas poderá causar certos imprevistos ao empregado, pois irá diminuir o número de dias que poderão ser solicitados nas suas férias. Acontece apenas quando as faltas são injustificadas. 

O RH é quem analisará e fará o cálculo das férias, além de conversar com o funcionário para saber o que aconteceu e os motivos das faltas terem ocorrido sem qualquer tipo de motivo aparente.

Esses números poderão ser variados e para descobrir se poderá aproveitar, verifique:

  • Até 5 faltas terão os 30 dias;
  • De 6 a 14 faltas terão apenas 24 dias;
  • De 15 a 23 faltas aproveitarão apenas 18 dias;
  • De 24 a 32 faltas serão mais curtas com 12 dias;
  • De 32 ou mais, o empregado não poderá receber as férias.

É exatamente por esse motivo que faltar no trabalho pode prejudicar totalmente a vida do empregado, exceto se houver justificativas como atestado médico, por exemplo.

Saiba como calcular corretamente o período de férias

Fonte/Reprodução: Original

Como calcular o período de Férias?

Para realizar o cálculo, o empregado deve ter em mente que será usado a base do salário recebido e a quantia de dias que tirará de férias. Terá o direito de receber ⅓ do adicional de férias logo no início desse período.

A base que deve ser usada para calcular o valor será:

  • Salário: R$ 3 mil; 
  • Dia trabalhado: R$ 3 mil, dividido por 30 que dará R$ 100,00 o dia;
  • Férias de 20 dias: R$ 100, multiplicado por 20 que será R$ 2 mil;
  • Abono: R$ 2 mil, dividido por 3 que é igual a R$ 666,66, ou seja,o valor a ser pago nesse período será de R$ 2.666.66;

Será descontado pela empresa o valor que deverá ser pago ao INSS e ao Imposto de Renda. A tabela de contribuição consta que será 11% descontado do trabalhador que recebe por mês um salário de R$ 3 mil.

Férias promocionais

Esse tipo de férias só ocorre caso haja demissão sem nenhum motivo aparente e uma das verbas de rescisão de contrato será o pagamento parcial dessas férias. Para isso, é importante saber o valor do salário desse funcionário e a quantia de meses que foram trabalhados.

Como exemplo, esse funcionário tem o salário de R$ 2 mil e trabalhou em um período de 5 meses. 

  • R$ 2 mil que será dividido por 12 e o valor é R$ 166,66;
  • R$ 166,66, multiplicado por 5 é igual a R$ 833,33;
  • R$ 2 mil, dividido por 3 será de R$ 666,66;
  • Por fim, basta somar R$ 666,66 e R$ 833,33 que será R$ 1.499,99.

Esse funcionário poderá receber esse valor de acordo com o tempo de trabalho, para calcular será necessário efetuar essas contas simples.

Outros artigos

Maquiagem e Cabelos: Inverno 2017

11/01/2017

Maquiagem e Cabelos: Inverno 2017

A cada ano cresce a expectativa das mulheres para descobrir quais são os tons tendências de cada estação. Com isso, muitas se preocupam com qual maquiagem vai estar ...

Feirão Volkswagen 2011

24/06/2010

Feirão Volkswagen 2011

A Volkswagen é uma empresa em que cresce muito a cada ano no setor de comercialização de automóveis, e não é pra menos que ela é tão respeitada, também sempre di...