Benefícios do Chocolate Para a Saúde

Ah, chocolate… essa é uma das paixões secretas de muita gente. Só de ouvir o nome ou imaginar o cheirinho já dá até água…

Por Editorial MDT em 26/04/2011

Ah, chocolate… essa é uma das paixões secretas de muita gente. Só de ouvir o nome ou imaginar o cheirinho já dá até água na boca. E não pense que são poucos os chocólatras de plantão: muitas pessoas não conseguem passar um dia inteiro sem comer pelo menos unzinho.

O problema é que, seguindo a ideia de que tudo que é bom faz mal, o chocolate fez alguns inimigos através dos tempos. Ele costuma ser visto como um dos principais vilões na busca incessante pelo corpo perfeito ou da pele macia como pêssego, afinal é um alimento que engorda e visto como um dos fatores do aparecimento de cravos e espinhas. Com tantos efeitos, é quase sempre riscado do cardápio imposto pelas dietas da moda. Mas quem disse que ele não tem benefícios?

Sim, o chocolate faz bem a saúde! Embora seja um alimento muito calórico, o tão desejado chocolate não é apenas um inimigo a ser combatido. Ele também pode ser um grande aliado. Trata-se de um alimento nutritivo, que contém vitaminas, sais minerais e antioxidantes que ajudam a reduzir o risco de doenças cardiovasculares. E o que separa o bem e o mal nesse caso é o tipo de chocolate e a quantidade consumida.

O responsável pelos benefícios é o cacau: ele contém as vitaminas A, B, C, D e E, e sais minerais importantes, como o fósforo e o ferro.  Algumas pesquisas dizem que os antioxidantes dos chocolates amargos combatem os radicais livres e com isso podem ajudar a retardar o envelhecimento, além de ajudar a diminuir os níveis de mau colesterol no sangue (LDL). De acordo com especialistas também não foi encontrada nenhuma relação entre o seu consumo e o aparecimento da tão temida acne. Além disso, aquela sensação de bem-estar e bom humor que acontece logo depois de comê-lo não é balela: chocolates contém substâncias estimulantes da produção de serotonina: um neurotransmissor que ajuda no combate da depressão e ansiedade.

Boa notícia, não é mesmo? Mas não pense que agora você pode comer à vontade e sem culpa. Tudo bem que esses benefícios sejam muito atrativos, porém continua sendo um alimento com muitas calorias. Por isso precisa ser consumido com moderação. Sem contar que também há diferenças importantes nos tipos de chocolate e são elas que acabarão influindo na obtenção de todas essas vantagens.

O chocolate mais indicado pode não agradar muita gente, porém são os amargos que trazem mais benefícios devido ao alto teor de cacau, e aqueles que possuem acima de 50% dele em sua composição são boas opções. Já os produtos do tipo ao leite e branco são menos recomendados. Não pela quantidade de calorias, pois os três tipos tem números quase iguais, mas devido ao fato de terem menos cacau e também pela presença de gordura saturada no leite em suas composições.

Não ficou desencorajado pelas limitações? Então é importante saber que não existe uma quantidade recomendada para o seu consumo, pois de uma forma geral a Organização Mundial da Saúde não recomenda nenhum tipo de doce, mas para quem não está disposto a passar vontade, é importante não ultrapassar o limite de até 50 gramas diários.

E então? Já reservou o seu chocolate de hoje?

Top