Ecocardiograma fetal: saiba mais sobre o exame

O desenvolvimento saudável do bebê é uma das maiores preocupações dos pais. O ultrassom é um exame que permite avaliar se o coração do…

O desenvolvimento saudável do bebê é uma das maiores preocupações dos pais. O ultrassom é um exame que permite avaliar se o coração do feto está se desenvolvendo de forma correta. Além disso ele permite descobrir se o bebê apresenta anormalidades dentro do útero da mãe. O ecocardiograma fetal é um exame mais detalhado do coração, que permite a identificação de problemas antes do bebê nascer. Saiba mais sobre o exame ecocardiograma fetal.

O ecocardiograma fetal pode detectar defeitos congênitos no coração do bebê. (Foto: divulgação)

Ecocardiograma fetal

Atualmente existem vários exames que são feitos durante o pré-natal e podem identificar anormalidades no bebê que ainda está se formando dentro da barriga da mãe. Esse diagnóstico precoce é muito importante, pois permite que o tratamento seja iniciado antes do nascimento do bebê.

O ecocardiograma ou ecofetal observa o coraçãozinho do bebê dentro da barriga da mãe. Trata-se de um ultrassom semelhante aos realizados pela mãe, mas através dele o médico cardiologista fetal observa estruturas específicas do coração e sua funcionalidade.

Durante a realização do exame é possível detectar precocemente anormalidades congênitas, facilitando o tratamento precoce. Segundo estatísticas, 5 para cada 100 nascimentos apresentam anormalidades congênitas, representando 10% com fator de risco.

O ecocardiograma fetal vizualiza o coração do bebê. (Foto: divulgação)

Veja também os exames que o recém nascido deve fazer 

Indicações para ecocardiograma fetal

O exame é indicado principalmente para gestantes com risco de malformação cardíaca, como as diabéticas, hipertensas e mulheres que fazem uso de medicamentos. As suspeitas de alteração genética, como a Síndrome de Down, também inclui a indicação. As mulheres inclusas nesse grupo podem fazer o exame pelo Sistema Único de Saúde (SUS).  O exame ainda está disponível em hospitais e clínicas particulares, custando em média R$ 250 a R$ 400 reais.

Leia Também:  Anticoncepcionais – Como escolher, dicas

O ideal é que o exame seja realizado entre a 24º e 28º semana de gestação, período em que já é possível excluir 97% dos problemas.  Segundo especialistas, o ideal seria que todas as gestantes realizassem esse exame durante o pré-natal, já que em 90% dos casos de malformações cardíacas não apresentam indícios de riscos quando diagnosticados precocemente.

Segundo a cardiologista Simone, a cardiopaita é uma doença muito comprometedora.  Se existe a possibilidade da gestante fazer o exame, o ideal é que o faça. Dessa forma, a saúde do bebê é garantida.

O ecocardiograma fetal é semelhante a ultrassom de rotina da gestante. (Foto: divulgação)

Veja também exames necessários na gravidez 

O ecocardiograma fetal é um exame excelente que permite a visualização de problemas como malformações congênitas no coração do bebê que ainda está na barriga da mãe. O ideal é que todas as gestantes façam esse exame. Sendo assim, se você possui plano de saúde ou está entre as situações de risco, solicite o exame durante o pré-natal.

Top