Banda larga a R$ 35 começa hoje em todo o Brasil

De acordo com a previsão do PNBL, Plano Nacional de Banda Larga, as operadoras participantes já podem oferecer seus serviços de internet popular a…

De acordo com a previsão do PNBL, Plano Nacional de Banda Larga, as operadoras participantes já podem oferecer seus serviços de internet popular a partir de hoje (01/10). Segundo o acordo, as assinaturas devem custar R$ 35 e oferecer uma banda de 1 Mps. As empresas Oi, Telefonica, Algar Telecom e Sercomtel já anunciaram que seus primeiros planos já estão disponíveis.

Em um primeiro momento, 344 municípios de todo o Brasil participaram do PNBL. O Ministério das Comunicações deve publicar uma lista completa das localidades que já participam do plano na semana seguinte. A expectativa é que até o final do ano, mais de 500 municípios já estejam cobertos pela banda larga popular.

Como funciona o PNBL?

Além de definir o preço máximo e a largura mínima da banda, o PNBL proíbe a chamada venda casada (quando as operadoras obrigam o usuário assinar outro produto para dispor da internet). Em regiões de difícil acesso, as empresas participantes podem ofertar internet móvel, mas desde que siga os mesmos padrões.

Também é previsto que as operadoras podem fixar um limite mensal para o tráfego. Ao atingir essa taxa de dados baixados da internet, a velocidade de conexão pode ser reduzida, mas jamais interrompida. Também é previsto que esse limite aumente até 2013 e que atinja 1 GB.

Conforme a OI já anunciou, um de seus planos tem o limite mensal de 500 MB. Ao atingir esse volume de downloads, a conexão cai de 1 Mps para 150 Kps. Ao final do mês, a velocidade da internet volta ao normal.

Top