Até que ponto é certo desistir de algo por amor?

O namoro começa e aquela vontade de estar sempre ao lado do novo namorado acaba fazendo você se afastar das amigas, dos compromissos familiares…

O namoro começa e aquela vontade de estar sempre ao lado do novo namorado acaba fazendo você se afastar das amigas, dos compromissos familiares ou qualquer programa que fazia quando solteira. O fogo da paixão vai esfriando e dando lugar a um amor mais maduro, que aprende a dar espaço à individualidade do outro e respeita que cada um precisa ter seu mundo, seus amigos e seus programas sem a presença do parceiro, será?

Quando ele pede para você ficar

Nem sempre é fácil entender que o namorado precisa fazer programas sozinho ou com os amigos, chega um tempo que o amor da sua vida pode pedir que você renuncie a saída com os amigos em troca de um filme a dois, vale a pena?

Como tudo na vida, o exagero é veneno. É preciso equilibrar os momentos de namoro e de lazer com os amigos, se enclausurar em uma relação amorosa pode fazer você perder anos e amizades que jamais voltarão.

Mude seu jeito

No momento da paquera tudo é perfeito, mas quando você vai chegando mais perto e o namoro começa, os defeitos começam a ficar mais evidentes. A partir do momento que o casal ganha intimidade, é possível falar aquilo que incomoda um ao outro e as cobranças vão começar a aparecer.

Se ela pede para você não usar roupas de determinado estilo porque não ficam bem em você, ou se ele pede que você se comporte mais como mulher do que como uma menininha pré-adolescente, é preciso analisar se a crítica vale a pena. Mude apenas se você concordar que precisa, independente do seu relacionamento, porque ninguém consegue ser feliz fingindo ser aquilo que não é.

Leia Também:  Fim do namoro de Alexandre Pato e Sthefany Brito

Por outro lado, algumas mudanças são válidas e podem fazer você crescer, se o que o parceiro pediu não for algo que mude seu caráter ou forma de pensar na vida, vale a pena refletir e se esforçar!

Abrir mão da vida profissional

Normalmente acontece com as mulheres depois do casamento, ou pela necessidade de cuidar uma criança que está por vir, ou por pedido do marido que prefere guardar a esposa dentro de casa à deixá-la trabalhar fora.

Abrir mão da vida profissional precisa ser um desejo de ambos e não apenas decisão do marido. É necessário pesar os pontos positivos e negativos e para a mulher que vai ficar em casa, é preciso que esse seja um desejo pessoal seu. O lado ruim de fazer algo do qual não está completamente certa é que anos mais tarde você mesma pode culpar o companheiro por ter perdido espaço no mercado de trabalho e se sentir mal de não compartilhar financeiramente nas despesas da casa, por isso, pense se é isso mesmo que você quer.

Top