As polêmicas envolvendo os desenhos da Disney

A The Walt Disney Company é o maior conglomerado de mídia e entretenimento do mundo. A empresa foi fundada no início do século 20, pelos irmãos Walt Disney e Roy Oliver Disney. A princípio, a intenção era criar um estúdio para fazer filmes de animação.

A Pequena Sereia. (Foto:Divulgação)

Ao longo de sua história, a Disney criou vários desenhos e conquistou o universo do público infantil com os seus personagens encantadores. Apesar da boa aceitação em todo o mundo, algumas produções se envolveram em polêmicas.

Desenhos da Disney que geraram polêmicas

Confira a seguir os desenhos da Disney que geraram polêmicas:

A Pequena Sereia
Uma das animações mais polêmicas produzidas pela Disney é “A Pequena Sereia”. A capa do VHS trazia uma imagem semelhante a um órgão genital masculino. O artista responsável pelo desenho tinha sido demitido pela Disney e fez a ilustração de propósito.

Aladdin
A animação Aladdin foi lançada pela Disney no ano de 1992. Na cena em que o protagonista conversa com Jasmine na sacana, há uma frase de fundo que diz “tire sua roupa”. A produtora negou a polêmica e disse que na verdade a voz falou “saia daqui”.

As musas do Hércules. (Foto:Divulgação)

Hércules
O filme Hércules, de 1997, teve algumas cenas polêmicas que não passaram imperceptíveis aos olhos do público. Quando as musas dançam para comemorar a vitória do protagonista na batalha contra Hydra, uma delas deixa o vestido abrir e mostra que não está usando qualquer roupa íntima.

Em outro momento do filme Hércules, mais precisamente quando o berço do filho de Zeus surge no céu, é possível visualizar um órgão genital masculino.

Rei Leão
Não é de hoje que os filmes da Disney sofrem de acusações de apelo sexual. No céu estrelado do filme “O Rei Leão”, é possível ler a palavra “SEX”. Nesta cena, Simba está deitado no penhasco.

Em outras cenas do filme, a palavra “SEX” também pode ser encontrada escondida em uma flor e na água.

Bernardo e Bianca. (Foto:Divulgação)

Bernardo e Bianca
Bernardo e Bianca, de 1977, tinha tudo para ser um desenho inocente, se não fosse por uma cena polêmica. Quando os ratinhos estão voando em uma lata de sardinha, eles passam por uma janela na qual é possível ver uma mulher nua.

Cinderela – A Gata Borralheira
Quem teve a oportunidade de assistir ao desenho “Cinderela – A Gata Borralheira”, de 1950, pôde conferir de perto alguns indícios demoníacos. O nome do gato da madrasta má é Lúcifer e, em um determinado momento do filme, Cinderela diz “Lúcifer tem o seu lado bom”. Em algumas cenas, as personagens também fazem sinais satânicos com os dedos.

Reply