As diferenças entre miopia, astigmatismo e hipermetropia

Ametropia é qualquer tipo de problema visual que altere o estado de refração ocular, colaborando na formação da imagem na retina, necessitando de correção…

Por Editorial MDT em 05/12/2011

Ametropia é qualquer tipo de problema visual que altere o estado de refração ocular, colaborando na formação da imagem na retina, necessitando de correção óptica (lentes de contato, óculos) ou acomodação para adequá-lo. Porém, quando não há problema ou alteração que afete a refração, dizemos que existe emetropia.

O que quer dizer emetropia?

Para que ocorra a formação exata da imagem em nosso olho, é necessário que os raios responsáveis por essa função, formem um ponto focal adequado ao da retina. Caso isso não ocorra, dizemos que foi alterado o estado de refração visual do indivíduo, alterando a formação da imagem, resultando nas ametropias.

Quais os tipos de ametropias?

Existem três tipos de ametropias:

  1. Miopia;
  2. Hipermetropia;
  3. Astigmatismo.

É importante ressaltar que apesar das três distinções, uma mesma pessoa pode apresentar mais de uma ametropia ao mesmo tempo, ou seja, um olho astigmático e outro hipermétrope e assim por diante.

1. Miopia

Quando um indivíduo possui miopia o sintoma por ele apresentado é o embaçamento visual ao tentar observar objetos distantes. Isto ocorre por que os raios responsáveis pela formação da imagem, ao saírem do objeto, deverão atingir a retina, o que não ocorre, por cruzarem-se antes, formando a imagem à frente da mesma (retina). É por esse motivo também, que pessoas míopes possuem grande facilidade para enxergar objetos próximos aos olhos, além de optar por realizar tarefas como ler, escrever e realizar trabalhos manuais pela melhor sensação apresentada (não há desconforto visual).

Visão com miopia

2. Hipermetropia

Diferente do que ocorre na miopia, na hipermetropia a imagem é formada atrás da retina e para a imagem se tornar nítida, a pessoa deverá realizar a acomodação visual que consiste em cerrar os olhos, diminuindo o globo ocular e focalizando a imagem na retina. O principal sintoma apresentado por esse paciente, é o embaçamento ao visualizar objetos próximos aos olhos.

Nesse tipo de ametropia, podem surgir outras queixas, além da perturbação visual para objetos localizados perto aos olhos, são elas:

  • Dor nos olhos;
  • Ardência e coceira nas pálpebras;
  • Dor de cabeça;
  • Fadiga ocular;
  • Fotofobia – aversão a qualquer tipo de luz.

Visão com hipermetropia

3. Astigmatismo

O astigmatismo acontece quando os raios responsáveis pela formação da imagem, não focalizam em um mesmo ponto na retina, pois o globo ocular possui alterações, que impede a formação da imagem nítida e limpa. Indivíduos que apresentam astigmatismo possuem as seguintes queixas:

  • Embaçamento visual tanto para perto quanto para longe;
  • Dor de cabeça após esforço visual;
  • Ardor ocular.

Se o grau do paciente for leve não haverá nenhuma alteração visual, porém em casos de graus mais elevados o oposto ocorre, podendo apresentar todos os sintomas descritos anteriormente.

Visão com astigmatismo

Caso apresente qualquer alteração descrita acima, procure um atendimento especializado, apenas ele poderá orientá-lo quanto ao uso de correção óptica. Lembre-se que cada caso é um caso, não devendo nunca utilizar óculos ou lentes de contato sem antes contatar um profissional!

Top