10 dicas para ser uma mãe amiga

Ser mãe não é uma tarefa nada fácil. A primeira etapa é a gravidez, onde o corpo da mulher muda totalmente. Os hormônios fazem…

Por Élida Santos em 16/04/2012

A relação de amizade deve ser estabelecida desde criança (Foto: Divulgação)

Ser mãe não é uma tarefa nada fácil. A primeira etapa é a gravidez, onde o corpo da mulher muda totalmente. Os hormônios fazem com que o humor fique instável, fazendo com que cada pessoa tenha uma reação estando nesse estado. Depois, quando bebê, o filho é totalmente dependente da mãe. Da alimentação a higiene básica, tudo passa pelas mãos dessa mulher especial.

Conforme as crianças vão crescendo o comportamento vai mudando, o que não significa que a mãe deixa de ser importante e essencial. Um dos períodos mais complicados para as mães é a adolescência, onde é natural que os filhos fiquem mais isolados. Porém, algumas atitudes maternas deixam a relação ainda pior, principalmente nessa fase, onde o círculo de amizades faz a diferença na vida deles. Para não se afastar dos filhos e deixar de saber quais são as decisões de hoje, que podem influenciar em seu futuro, é interessante ser amiga, além de mãe. Veja abaixo algumas dicas para conquistar a amizade dos filhos:

1 – Espaço

Um dos maiores conflitos entre a mãe e o filho é com relação a privacidade. Por medo de que seu ente querido entre em uma situação de perigo, os pais ficam o tempo todo vigiando os filhos. Chegam ao absurdo de escutar a conversa com os amigos no telefone por meio da extensão, mexem no celular para ler as mensagens de textos, leem os e-mails e assim em diante. Respeite o espaço do seu filho sem deixar de zelar por ele. Se desconfiar de algo estranho tente soldar discretamente e aos poucos você irá descobrir a verdade.

 

O companheirismo deve ser permanente (Foto: Divulgação)

2 – Bronca

Quando a mãe é muito severa e dá bronca por causa de tudo que os filhos fazem eles se afastam. Para conquistar uma relação de amizade escute tudo o que seu filho tem para contar e por mais absurdo que pareça, não saia dando broncas desmedidas. Explique o porquê ele não deve agir dessa forma e as consequências desse ato, seja paciente com ele, sem exigir demais. Se você sempre brigar e esbravejar jamais saberá de tudo que se passa na vida do seu filho, pois ele vai evitar contar para você.

3 – Companheirismo

Desde pequeno se faça presente na vida do seu filho. Ajude-o na lição de casa, pergunte diariamente como foi a sua rotina escolar, separe uma hora para brincar e nas pequenas atitudes diárias ensine as condutas corretas. Demonstre que sempre que necessário seu filho poderá contar com você.

4 – Trabalhe menos

Sabemos que o dinheiro é fundamental para trazer conforto para a sua família. No entanto, quem muito trabalha perde etapas da vida dos filhos. Administre sua carreira em paralelo com a vida pessoal. Não exagere na carga horária, não deixe os filhos de lado todos os finais de semana por causa do trabalho. O filho é muito mais importante que o dinheiro, embora o recuso financeiro seja necessário.

5 – Conversa

A conversa é a ferramenta de aproximação mais valiosa. Dialogar com o filho desde seu nascimento é essencial para estabelecer uma relação de amizade. Uma mãe distante, que tem conversas superficiais, nunca consegue ser amiga de seus filhos. Quem consegue estabelecer um diálogo saudável naturalmente ganhará a confiança dos filhos.

6 – Redes sociais

A internet pode ajudar a se aproximar ou se afastar ainda mais de um filho. Ficar postando no perfil do seu filho no Facebook coisas íntimas da família, ou tratar ele como criança, faz com que ele não se sinta seguro em contar coisas para você. Use as redes sociais para saber do que ele gosta e muitas vezes não lhe conta. Use as informações ao seu favor, puxe assunto sobre alguns comentários publicados por ele, mas sem parecer que está vigiando.

7 – Na fase escolar

Uma mãe amiga acompanha a fase escolar de perto. Todas as festinhas e apresentações que acontecem em datas comemorativas na escola devem ser vistas pelos pais. Incentivar nas competições esportivas que os filhos participam também é uma forma de se manter perto dos filhos.

Acompanhar a vida do filho de perto é fundamental (Foto: Divulgação)

8 – Festas e saídas noturnas

Na fase adolescência, sempre que possível, leve e busque os filhos nas baladas e festinhas. Procure conhecer as mães dos seus amigos, para saber com quem eles costumam andar. Esse tipo de atitude permite que você sempre participe da vida do filho sem ser invasiva.

9 – Vida adulta

Depois de adulto, quando o filho já começa a consolidar na carreira profissional e até constitui uma nova família siga a mesma estratégia de aproximação. Nunca deixe de se fazer presente na vida dessas pessoas de quem tanto ama. Ajude-os como pais e aconselhe sempre que julgar necessário.

 10 – Mãe sempre

Nunca se esqueça que acima de tudo você tem um papel de mãe para exercer. A amizade deve existir sim, mas nem sempre um amigo diz para o filho as coisas que quem ama fala. Não se torne só mais uma amiga deles, seja mãe em todos os momentos da sua vida. Oriente, cuide e respeite o seu filho.

Top