Você está em: MundoDasTribos > Tecnologia > Vírus que ataca pelo Skype, saiba mais

Vírus que ataca pelo Skype, saiba mais

Por Andre

Mais de 300.000 pessoas, das quais 80.000 na América Latina, já tiveram seus computadores infectados por um novo vírus que ataca pelo Skype, de acordo com as informações mais recentes divulgadas pela ESET, empresa especializada em segurança na internet.

Uma nova ameaça virtual já infectou mais de 300.000 PCs em todo o mundo (Foto: Divulgação)

Identificada como Win32/Kryptik.BBKB, a praga virtual é na verdade um worm, tipo de programa com código malicioso que pode deletar arquivos do sistema operacional, deixando o computador infectado vulnerável a outros ataques, ou enviar documentos por e-mail.

Apesar de conseguir identificar esse malware que está se espalhando pelo Skype, justamente no momento em que o serviço foi integrado ao popular mensageiro instantâneo da Microsoft, a ESET ainda não divulgou quais são os prejuízos reais causados por essa ameaça virtual, que se dissemina em alta velocidade pela web.

Não deixe de ler: Mitos sobre segurança na internet

Como atua o vírus Win32/Kryptik.BBKB

O worm identificado como Win32/Kryptik.BBKB é disseminado através de mensagens enviadas por usuários já contaminados (Foto: Divulgação)

Conforme as informações da empresa de segurança virtual, o vírus Win32/Kryptik.BBKB se espalha por meio de textos relacionados a fotos no Skype, estando integrado a mensagens enviadas por usuários do serviço, contendo link encurtado pela ferramenta do Google (goo.gl), que pode estar vinculada a algum serviço de hospedagem de arquivos.

Ou seja, o worm pode estar contido em uma mensagem enviada por alguém da sua lista de contatos do Skype, que já tenha sido contaminado por essa praga virtual. A partir daí, ele se espalha automaticamente para outras pessoas, que ao receberem a mensagem de alguém de confiança, acabam clicando nela sem nenhum receio.

Conheça: Skype – vantagens e desvantagens do comunicador

Como se proteger do vírus que ataca pelo Skype

A melhor maneira de se proteger dessa praga virtual é não clicar em links encurtados, enviados através do Skype (Foto: Divulgação)

Para quem está se perguntando como se proteger do vírus que ataca pelo Skype, uma boa alternativa é ficar atento a qualquer mensagem recebida através do comunicador instantâneo, principalmente aquelas que contiverem algum tipo de link encurtado, mesmo que tenham sido enviadas por aquele grande amigo.

Além de não clicar nesses links suspeitos, você também deve manter atualizado o seu antivírus e usar outras ferramentas de proteção para a sua máquina. Outra dica interessante é evitar encurtar links pelo serviço do Google, pelo menos até que novos detalhes sobre o vírus sejam divulgados.

Recomendado para você
Tecnologia

Entrar no Hotmail: www.hotmail.com.br

Serviços

Teste Copel Velocidade

Tecnologia

Instagram Direct: como usar, saiba mais

Tecnologia

Simulador de Corte de Cabelo

Comentários

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *