Você está em: MundoDasTribos > Bem Estar > Trincas nas paredes: o que fazer

Trincas nas paredes: o que fazer

Por Isah
Os primeiros sinais de parede trincada merecem atenção.

Os imóveis costumam apresentar indícios de que algo está errado com a estrutura, como é o caso das trincas nas paredes. Este dano, que aparece no espaço vertical, pode ter diferentes motivos, mas indica que o material de acabamento está sofrendo com os processos de dilatação e retração.

Antes de encontrar uma solução para o problema estrutural, é importante ter certeza do que está acontecendo na residência. É comum os moradores confundirem as trincas com outros tipos de marcas que acometem as paredes, como rachaduras e fissuras. Outro aspecto que precisa ser levado em conta é a evolução, pois quanto maior o tamanho da abertura, mais perigoso se torna.

A principal diferença entre trinca, rachadura e fissura está na gravidade, ou seja, as ameaças que estas marcas representam para a construção. Para não cometer equívocos na hora de solucionar o problema, é muito importante contratar um profissional que seja capaz de fazer um diagnóstico preciso e recuperar a parede danificada.

Para evitar qualquer tipo de problema estrutural na casa ou prédio, é importante tomar cuidado na hora de construir as paredes. Os especialistas recomendam que a superfície seja umedecida antes de aplicar a argamassa, porém deve-se usar pouca água no preparo do cimento.

No caso de trincas simples, é necessário cobri-las e fazer um novo acabamento.

Causas das trincas

As trincas são formadas devido ao movimento da estrutura, decorrente de algum problema na construção. As causas mais comuns para o aparecimento das aberturas nas paredes são:

– Problemas com o fluxo de água;

– Colapso de materiais;

– Infestação de insetos;

– Retração dos materiais, sobretudo concreto e argamassa;

– Vibrações na estrutura, que podem ocorrer pelo excesso de veículos transitando, por exemplo;

– Recalque inadequado.

O que fazer em casos de trincas?

A trinca na parede é uma abertura profunda e definida, que normalmente se caracteriza pela separação entre as partes. Apesar dos sinais serem expressivos, ainda existe confusão com a fissura quando se analisa a estrutura pela primeira vez. Mas, as trincas se revelam sempre mais perigosas do que qualquer abertura estreita e superficial.

Quando as trincas são pequenas e não estruturais, há meios de reverter o problema e recuperar uma superfície uniforme. No caso, a abertura na parede será preenchida com argamassa para depois receber um novo acabamento. Porém, quando a trinca atinge a estrutura do imóvel, os especialistas recorrem a equipamentos especializados.

Lembre-se de que nada substitui a mão-de-obra de um profissional especializado.

Logo que os primeiros sinais de trincas forem visualizados é necessário tomar providências.

Recomendado para você
Bem Estar

Simba Safari SP Localização, Horários, Preços

Bem Estar

Tapetes para Sala

Bem Estar

Cartão Fidelidade Gol

Bem Estar

Festa de São João 2017 – Origem, Comidas Típicas, Simpatias

Comentários

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *