Search

Fotos do Naufrágio do Cruzeiro Costa Concordia na Itália

Continuam as buscas pelas pessoas desaparecidas, vítimas do acidente que causou o naufrágio do navio de cruzeiro Concórdia, que se chocou contra uma rocha na costa da Itália esta sexta-feira (13).
Google plus

Navio de Cruzeiro Costa Concórdia que naufragou na costa da Itália após se chocar contra uma rocha não cartografada

Continuam as buscas pelas pessoas desaparecidas, vítimas do acidente que causou o naufrágio do navio de cruzeiro Concórdia, que se chocou contra uma rocha na costa da Itália esta sexta-feira (13).

Acidente em alto mar lembra a tragédia do Titanic

Ao fundo a visão do navio naufragado

A saída das vítimas do navio após o acidente foi descrita por muitos sobreviventes como caótica. Um acidente terrível que ficará para a história.

Muitos passageiros disseram que foi necessário engatinhar pelos corredores, e fizeram comparações com o filme Titanic, que remonta a tragédia de 1912, no qual mais de 1.500 pessoas perderam a vida, porém, diferente do maior acidente da história, a agilidade no resgate às vítimas e as normas atuais de segurança permitiram que a tragédia não tivesse as mesmas proporções.

O Navio de Cruzeiro Costa Concórdia levava 4.229 pessoas a bordo

Navio de cruzeiro Costa Concórdia após ter se chocado contra uma rocha não cartografada na costa italiana.

Até o momento, apenas três mortos foram encontrados, sendo dois franceses e um peruano. Este numero ainda pode aumentar, pois segundo os dados oficiais divulgados até o momento, cerca de 40 pessoas continuam desaparecidas. Pelo menos 50 pessoas ficaram feridas neste acidente.

Segundo o Itamaraty, todos os 53 brasileiros que estavam a bordo estão em segurança, sendo 47 e seis tripulantes.

Esta tragédia poderia ter sido muito maior, uma vez que o número de pessoas a bordo era de 4.229 pessoas.

Presos o Comandante e o 1º Oficial da embarcação

Detalhe do casco rasgado do navio Costa Concórdia

A justiça italiana deteve o Comandante e o 1º Oficial do Costa Concórdia, acusados por terem abandonado o navio e por homicídio doloso, quando há intensão de matar, informa o jornal italiano Corriere della Sera. A informação foi confirmada pelo procurador de justiça  Grosseto Verus, após o interrogatório que durou várias horas.

As autoridades italianas informam que o Comandante e o 1º Oficial teriam abandonado o navio as 23:00, deixando para trás mais de 1 mil turistas que ainda não haviam sido resgatados. Os últimos a abandonar o navio foram resgatados por volta das 3:00 da madrugada seguinte (14).

A expectativa é de que buscas continuem até que sejam encontrados os passageiros ainda desaparecidos, de preferencia, com vida.


Google plus


Este artigo possui 5 comentários

  1. ademir
    Publicado em 15/01/2012 às 3:42 PM [+]

    o acidente ocorreu bem na sexta-feira 13. mais que azar!

  2. cleu
    Publicado em 15/01/2012 às 4:02 PM [+]

    isso dai é o que da brincar com a natureza de Deus…o Homem ja não sabe mais o que emventar;;;;

  3. carmen fonseca
    Publicado em 15/01/2012 às 10:28 PM [+]

    há 2 anos fiz um cruzeiro no nordeste do brasil neste mesmo navio, meu DEUS tanta beleza agora …que triste.

  4. Karina
    Publicado em 17/01/2012 às 5:16 PM [+]

    Caíque, infelizmente houveram 11 mortos neste acidente. E o número pode aumentar, pois existiam 29 desaparecidos. Destes, 11 já foram encontrados, e as chances dos demais serem encontrados com vida, são mínimas, ou nulas. Infelizmente!

  5. Osvaldo Aires Bade - Comentários Bem Roubados na "Socialização"
    Publicado em 12/08/2012 às 11:35 AM [+]

    Sobre grandes navios:
    .
    Conheça os maiores navios do mundo:

    .
    Abraço a todos
    Osvaldo Aires

Compartilhe suas ideias! Deixe um comentário...

Antes de enviar um comentário, verifique seu conteúdo. Comentários que violem os Termos de Uso e Condições de Navegação do Portal mundo das Tribos e as leis em vigor poderão ser removidos pelo Portal Mundo das Tribos, sem prejuízo da adoção das medidas legais cabíveis pelo Portal.

Política de privacidade
Termos de uso e condições do site


Top