Menu
Você está em: MundoDasTribos > Fotos do Naufrágio do Cruzeiro Costa Concordia na Itália

Continuam as buscas pelas pessoas desaparecidas, vítimas do acidente que causou o naufrágio do navio de cruzeiro Concórdia, que se chocou contra uma rocha na costa da Itália esta sexta-feira (13).
Por Editorial MDT -

Navio de Cruzeiro Costa Concórdia que naufragou na costa da Itália após se chocar contra uma rocha não cartografada

Continuam as buscas pelas pessoas desaparecidas, vítimas do acidente que causou o naufrágio do navio de cruzeiro Concórdia, que se chocou contra uma rocha na costa da Itália esta sexta-feira (13).

Acidente em alto mar lembra a tragédia do Titanic

Ao fundo a visão do navio naufragado

A saída das vítimas do navio após o acidente foi descrita por muitos sobreviventes como caótica. Um acidente terrível que ficará para a história.

Muitos passageiros disseram que foi necessário engatinhar pelos corredores, e fizeram comparações com o filme Titanic, que remonta a tragédia de 1912, no qual mais de 1.500 pessoas perderam a vida, porém, diferente do maior acidente da história, a agilidade no resgate às vítimas e as normas atuais de segurança permitiram que a tragédia não tivesse as mesmas proporções.

O Navio de Cruzeiro Costa Concórdia levava 4.229 pessoas a bordo

Navio de cruzeiro Costa Concórdia após ter se chocado contra uma rocha não cartografada na costa italiana.

Até o momento, apenas três mortos foram encontrados, sendo dois franceses e um peruano. Este numero ainda pode aumentar, pois segundo os dados oficiais divulgados até o momento, cerca de 40 pessoas continuam desaparecidas. Pelo menos 50 pessoas ficaram feridas neste acidente.

Segundo o Itamaraty, todos os 53 brasileiros que estavam a bordo estão em segurança, sendo 47 e seis tripulantes.

Esta tragédia poderia ter sido muito maior, uma vez que o número de pessoas a bordo era de 4.229 pessoas.

Presos o Comandante e o 1º Oficial da embarcação

Detalhe do casco rasgado do navio Costa Concórdia

A justiça italiana deteve o Comandante e o 1º Oficial do Costa Concórdia, acusados por terem abandonado o navio e por homicídio doloso, quando há intensão de matar, informa o jornal italiano Corriere della Sera. A informação foi confirmada pelo procurador de justiça  Grosseto Verus, após o interrogatório que durou várias horas.

As autoridades italianas informam que o Comandante e o 1º Oficial teriam abandonado o navio as 23:00, deixando para trás mais de 1 mil turistas que ainda não haviam sido resgatados. Os últimos a abandonar o navio foram resgatados por volta das 3:00 da madrugada seguinte (14).

A expectativa é de que buscas continuem até que sejam encontrados os passageiros ainda desaparecidos, de preferencia, com vida.


RECEBA OS ARTIGOS VIA EMAIL