Menu

Cirurgia Plástica

Atualizado em 31 de outubro de 2011, às 7:00 por Dany Negrao
Você está em: MundoDasTribos > Bem Estar > Cirurgia plástica para afinar a cintura

Saiba um pouco mais sobre o procedimento cirúrgico capaz de deixar a cintura fininha. É uma das opções mais procurada pelas mulheres.

304917 Cirurgia plastica para afinar a cintura Cirurgia plástica para afinar a cintura

Ter a cintura fina é o sonho de quase todas as mulheres. Ou você nasce com essa estrutura corporal, ou é preciso correr atrás dos exercícios e tratamentos estéticos para o mesmo. Existem alguns procedimentos que podem deixar a cintura bem modelada. Uma  opção é a cirurgia plástica.

 

A cirurgia plástica para afinar a cintura mais indicada é a lipoescultura, em que o cirurgião desenha a silhueta do corpo. É possível retirar gordura de toda a parte abdominal, retirando um pouco mais das regiões da cintura. Esse procedimento retira a gordura de uma região, injetando-a em outra para remodelar o corpo, preenchendo algumas áreas, diferente da lipoaspiração que só retira. Você consegue uma cintura mais fina, um bumbum empinado e um corpo mais modelado.

Além da lipoescultura, existe também outro procedimento cirúrgico usado para deixar a cintura fina, mas esse não é tão indicado. É a operação para remover partes da costela. Essa é uma cirurgia delicada e que já foi feita por inúmeras celebridades de sucesso, incluindo a cantora e atriz mexicana Thalia. A cintura fica super fina. A estrutura óssea do corpo é modificada. Essa é uma opção muito arriscada. Os cirurgiões alertam para as complicações que a remoção das costelas podem trazer.

Normalmente, nessa cirurgia, são removidas duas costelas, uma de cada lado. Junto com a remoção, é feita a lipoaspiração e possíveis ajustes de pele. Poucos médicos brasileiros realizam esse procedimento. Já no México, onde a cintura é a peça forte da mulher nativa, a procura e realização são maiores.

Afinar a cintura com cirurgia é uma opção que deve ser pensada com calma, antes de qualquer decisão. A lipoescultura é mais indicada para quem não tem muito acúmulo de gordura na região abdominal. Ela é uma cirurgia que só desenha o corpo. A remoção de costelas é uma opção “ortopédica” e que precisa de todo um acompanhamento específico. A costela serve para proteger os órgãos internos, por isso sua remoção pode trazer complicações.

Se optar pela cirurgia plástica, dê preferência à lipoaspiração ou lipoescultura. Caso contrário, busque os exercícios e uma alimentação balanceada. Em último caso, prefira a remoção das costelas.