Você está em: MundoDasTribos > Bem Estar > Café pode ajudar a diminuir riscos de câncer na pele

Café pode ajudar a diminuir riscos de câncer na pele

Por Isah
Café pode ajudar na prevenção do câncer de pele.

Vários estudos já foram realizados com o objetivo de descobrir os males e os benefícios do café. Sabe-se que a bebida, quando consumida moderadamente, ajuda a reduzir o risco de doenças cardíacas, prolonga a vida e minimiza as chances de sofrer com o Alzheimer.

Os bebedores de café não podem exagerar no consumo, caso contrário, a grande quantidade de cafeína no organismo causa problemas de saúde, como insônia e irritações na mucosa intestinal. Para que a ingestão de café seja considerada saudável, o indivíduo não pode beber mais de 4 xícaras por dia.

Embora o café seja mocinho e vilão, uma pesquisa recente comprovou que a bebida tem efeito positivo no combate ao câncer de pele.

Saiba mais: Quatro xícaras de café por dia ajudam a evitar insuficiência cardíaca

Café ajuda a prevenir câncer de pele

Café ajuda a combater carcinoma basocelular, tipo de câncer de pele com maior incidência nos EUA.

De acordo com uma pesquisa realizada pela Escola de Medicina da Universidade de Harvard, a ingestão de café com cafeína diariamente reduz o risco de sofrer com os males do carcinoma basocelular, considerado o tipo de câncer de pele mais comum e agressivo do mundo. Os resultados do estudo norte-americano foram publicados no periódico Cancer Research.

Para Jiali Han, principal autor da pesquisa, o estudo não deve incentivar o consumo exagerado de café, mas sim demonstrar o quão benéfico pode ser o cafezinho se ingerido na medida certa. O especialista afirma que a descoberta acrescenta mais um item na lista de benefícios do café, que também já comprovou capacidade de reduzir os riscos de diabetes tipo 2 e a doença de Parkinson.

A conclusão da pesquisa foi elaborada após a análise de um levantamento, considerando os dados de 112.897 pessoas, das quais 22.786 desenvolveram o câncer de pele ao longo de duas décadas de acompanhamento. Enquanto o café com cafeína reduz os riscos carcinoma basocelular, a bebida sem a substância estimulante não estabelece relação com a prevenção da doença.

Além da associação com o consumo de café, o estudo também considera eficaz o consumo de outras bebidas que possuem cafeína, como é o caso dos chás.

O resultado da pesquisa reforça estudos anteriores feito com animais, que indicaram a capacidade da cafeína em bloquear o desenvolvimento de tumores na pele. Entretanto, o estudo liderado por Jiali Han revelou que outras formas de câncer de pele não são combatidas com o consumo de cafeína e podem ser letais, como o melanoma e carcinoma de células escamosas.

Saiba mais sobre o carcinoma basocelular

Exposição direta ao sol aumenta o risco de carcinoma basocelular.

O carcinoma basocelular é um tipo de câncer de pele caracterizado pelo aparecimento de uma lesão maligna na camada basal da epiderme. O crescimento da doença é lento, porém quanto antes o diagnóstico for feito, maior a chance de cura. Entre os fatores de risco para o desenvolvimento do tumor, destaca-se a exposição direta ao sol e a pele muito branca.

Nos Estados Unidos, o carcinoma basocelular é o tipo de câncer de pele mais diagnosticado.

Leia também: Como se prevenir do câncer de pele

Recomendado para você
Bem Estar

Passagens Aéreas Baratas Gol, Passagem Antecipada

Beleza

Dicas de penteados com Babyliss

Bem Estar

Roupas da moda 2018, tendências

Bem Estar

Emagrecer com erva-mate

Comentários
  1. Laura disse:

    Uma excelente noticia para quem adora um cafezinho!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *