Vômitos na gravidez: o que pode ser

Muitos acreditam que os vômitos que ocorrem durante o começo da gravidez, são benignos. No entanto, a depender do grau que eles ocorrem, podem…

Por Editorial MDT em 11/12/2012

Muitos acreditam que os vômitos que ocorrem durante o começo da gravidez, são benignos. No entanto, a depender do grau que eles ocorrem, podem trazer graves problemas à saúde da mulher, assim como afetar o desenvolvimento do feto. Tendo isso em vista, separamos algumas informações sobre o que podem ser os vômitos na gravidez.

Saiba como evitar os enjoos durante a gravidez.

A gestação é uma fase que necessita de cuidados. (Foto: divulgação)

Quando o vômito se torna um problema para a gestante

É comum, as gestantes apresentarem vômitos durante a gravidez. Porém, a depender do grau que eles ocorrem, pode contribuir para o desenvolvimento de alguns problemas. Esse excesso de vômito durante a gravidez recebe o nome de hiperêmese. Ela costuma dar sinal em torno de 5 semanas e melhora a parir da 16° semana. Apesar de ser um problema muito grave, quanto precocemente diagnosticado e tratado, menores serão as consequências.

Aprenda a diferença entre o enjoo normal e a hiperêmese

De maneira geral, é provável que a gestante seja portadora de hiperêmese, quando:

  • Vomita várias vezes ao dia;
  • Vomita sempre que bebe ou come qualquer tipo de alimento;
  • Apresenta perda de peso;
  • Apresenta dificuldades em levar a rotina diária;
  • O uso de medicamentos para náuseas e vômitos, não fazem efeito.

    O excesso de vômitos durante a gestação pode ocasionar diversos problemas à gestante. (Foto: divulgação)

 Como diagnosticar a hiperêmese

A hiperemese é comumente diagnosticada quando a gestante começa a apresentar uma perda de peso importante, em torno, de 3 quilos. Além disso, ela também pode ser diagnosticada quando a grávida apresenta um alto grau de desidratação.  Assim, mesmo que a gestante ainda não tenha apresentado perda de peso, é muito importante que ela busque a orientação de um especialista, de modo a evitar futuras consequências.

Conhecendo alguns fatores de risco para a hiperemese

De forma geral, as mulheres que irão desenvolver a hiperemese,  apresentam como fatores de risco:

  • Gravidez de gêmeos;
  • Ter familiares que já apresentaram o problema;
  • Ter apresentado o problema na gravidez anterior;
  • Ser portadora de enxaqueca;
  • Ser portadora de alguma doença do fígado;
  • Ser portadora de problemas da tireoide.

Outras causas de vômitos durante a gravidez

Existem outras causas que podem estar relacionadas a presença de vômitos durante a gravidez, entre elas podemos citar:

  • Gastroenterocolite, principalmente quando os vômitos vem acompanhados de febre alta;
  • Gastrite;
  • Úlcera gástrica;
  • Problemas de tireoide.
  • Diabetes;
  • Infecção urinária;
  • Alterações normais da gravidez.

    Diante de vômitos frequentes, busque a orientação de um especialista. (Foto: divulgação)

Apesar de muitos acreditarem que os vômitos das gestantes são sintomas comuns, é preciso estar atento ao seu grau. Após conhecer um pouco mais sobre os vômitos e o que ele podem ser e diante desses sintomas, busque a orientação de um médico especialista.

Conheça os sintomas da gravidez.

 

Top