Vírus – enterovírus pode gerar Diabetes

Você sabe o que é diabetes? Essa doença tem aumentado muito nos últimos anos e tem trazido muito desconforto para as pessoas portadoras da…

Você sabe o que é diabetes? Essa doença tem aumentado muito nos últimos anos e tem trazido muito desconforto para as pessoas portadoras da diabetes.

É uma disfunção do metabolismo, ou seja, do jeito com que o organismo usa a digestão dos alimentos para crescer e produzir energia. A maioria das comidas que comemos é quebrada em partículas de glicose, um tipo de açúcar que fica no sangue. Esta substância é o principal combustível para o corpo.

Depois da digestão, a glicose passa para a corrente sanguínea, onde é utilizada pelas células para crescer e produzir energia. No entanto, para que a glicose possa adentrar as células, ela precisa da ajuda de outra substância, a insulina.

A insulina é um hormônio produzido no pâncreas, uma grande glândula localizada atrás do estômago. Quando nos alimentamos, o pâncreas produz automaticamente a quantidade certa de insulina necessária para mover a glicose do sangue para as células do corpo.

Nas pessoas com diabetes, porém, o pâncreas produz pouca insulina ou então as células não respondem da forma esperada à insulina produzida. O que acontece? A glicose do sangue vai direto para a urina sem que o corpo se aproveite dela.

Ou então fica no sangue, aumenta o que se chama de glicemia (concentração de glicose) e também não é aproveitada pelas células. Deste modo, o corpo perde sua principal fonte de combustível, pois há glicose no sangue.

Muitos são os estudos voltados para descobrir mais informações sobre a diabetes, e procurar uma provável cura, pois hoje, a diabetes é controlada, não há uma cura específica para a doença. Quando controlada a diabetes, o portador pode ter uma vida normal, sem grandes privações. Porém, essa descoberta precisa ser cedo, evitando assim, as complicações que a doença pode trazer, quando não é descoberta e controlada.

Leia Também:  Kenpo havaiano: saiba mais sobre a atividade

Estudos realizados comprovam que a diabetes está associada a um vírus.  Os vírus da diabete. A diabete atinge cerca de 240 milhões de indivíduos no mundo, e uma questão até então desconhecida surgiu com uma pesquisa que deu novos rumos à doença. Um trabalho  realizado com uma família de vírus – os enterovírus -, constatou que estes estão relacionados à manifestação da diabete, principalmente em crianças.

Esses vírus parecem comuns, provocando desde sintomas semelhantes ao de resfriados ou alterações como diarreia e vômito.

Os cientistas obtiveram, em amostras de pâncreas obtidas de pacientes que haviam morrido em decorrência da doença, a presença de enterovírus, tanto no tipo 1, como no tipo 2, onde observaram uma percentagem maior (em torno de 43%) dos que em indivíduos que não tinham a doença(13%).

Os cientistas acreditam que a infecção pelos vírus faz com que as células beta, sejam vistas pelo sistema de defesa do corpo como objetos estranhos e, por isso, começam a atacá-las. Os pesquisadores estão fazendo testes para verificar se a infecção interfere na liberação de insulina pelas células beta.

Se confirmarem que há relação entre o vírus e a diabete, poderemos ter novos tratamentos e métodos de prevenção, e caso seja identificado o enterovírus presente, haverá possibilidade de criar uma vacina, explicou Noel Morgan, autor da pesquisa. “Evitaremos que a diabete seja desencadeada, caso esteja relacionado ao vírus”.

Uma pesquisa de grande valia para todo ser humano, principalmente pela notícia que pode haver uma vacina contra a doença. Esperamos êxito nas pesquisas e um maior controle da doença.


Top