Viajar com dólar em alta: dicas

Na última quarta-feira (21), o Dólar atingiu a maior cotação já registrada nos últimos três anos e meio, cerca de R$ 2,10. Com a…

Por Isabella Moretti em 25/11/2012

Na última quarta-feira (21), o Dólar atingiu a maior cotação já registrada nos últimos três anos e meio, cerca de R$ 2,10. Com a moeda americana em alta, as pessoas se mostram que pretendem viajar para o exterior se mostram bastante preocupadas, pois as tarifas acabam pesando mais no bolso.

Com o dólar em alta, a viagem para o exterior pode sair mais cara. (Foto:Divulgação)

Dólar em alta pode comprometer viagens internacionais

De acordo com especialistas, quem deseja encarar uma viagem internacional ainda este ano precisa se apressar com a compra dos dólares nos próximos 15 dias. Há uma estimativa de que valor da moeda americana vai subir um pouco mais. Por outro lado, quem vai viajar a partir de janeiro deve esperar para adquirir os dólares, pois a tendência indica que a cotação ficará estável e até mesmo pode voltar a cair.

Em momentos de oscilação de câmbio, muitos recomendam a compra de dólares antecipadamente, mas nem sempre esta atitude é vantajosa. Quando o dinheiro aplicado na aquisição de moeda estrangeira compromete outro investimento ou até mesmo as contas fixas, o comprador deve repensar o negócio e avaliar o seu próprio fluxo de caixa.

A alta do dólar pode prejudicar as viagens para o exterior e a compra de produtos importados, mas ela não é de toda ruim. A moeda americana mais barata enfraquece as empresas brasileiras e consequentemente provoca mais demissões, por isso o valor muito baixo do dólar pode representar um perigo para a economia nacional.

Leia mais: Dicas para comprar dólares

Dicas para viajar com o dólar em alta

A alta do dólar não é motivo para cancelar a viagem já planejada. (Foto:Divulgação)

Veja a seguir dicas para fazer uma viagem internacional em tempos de alta do dólar:

– O brasileiro que deseja viajar para o exterior deve manter uma reserva de 30% dos gastos além do previsto. Desta forma, ele terá condições de agir se o valor da moeda estrangeira aumentar de repente;

– A alta do dólar não deve se tornar um motivo para o cancelamento da viagem. O turista deve se planejar, fazer os cálculos e organizar as finanças para comportar o gasto mais alto com a moeda americana;

– Se possível, a compra do dólar deve ser feita à vista para evitar endividamentos ou imprevistos;

Ao comprar dólares, prefira pagar à vista. (Foto:Divulgação)

– A aquisição de dólares só compensa quando a viagem é para os Estados Unidos, caso contrário o comprador deve adquirir a moeda corrente do país que vai visitar;

– O Imposto sobre Operações Financeiras (IOF), que incide sobre os gastos com cartão de crédito no exterior, pode ser uma armadinha para o consumidor. Por isso é recomendado usar dinheiro em espécie ou cartões pré-pago;

– A oscilação do câmbio continua constante, então vale a pena optar pela aquisição fracionada do dólar e observar o comportamento do mercado.

Veja também: 7 dicas para economizar em uma viagem internacional

Top