Ventilador de teto: como escolher

Curtir o verão na praia ou piscina se refrescando é bom demais, não é mesmo? E, para aguentar o calor dentro de casa só…

Curtir o verão na praia ou piscina se refrescando é bom demais, não é mesmo? E, para aguentar o calor dentro de casa só mesmo com um bom ventilador. Conheça alguns modelos de ventiladores de teto e aprenda a escolher de acordo com sua necessidade!

Ventilador de teto para se livrar do calor (Foto: Divulgação)

Maneiras Diferentes de se Livrar do Calor

Para manter o ambiente mais fresco, optar por um ventilador é sempre boa ideia. São três tipos disponíveis no mercado: os de teto, os de parede e os portáteis. A principal diferença entre eles está no vento, ou seja, no alcance.

Para se refrescar sem correr o risco de acabar ficando doente é preciso utilizar um ventilador que espalhe a brisa de maneira uniforme, que faça a climatização do ambiente. O ventilador de teto faz isso por você, a área refrescada chega de 15 a 25 metros quadrado.

Na hora de comprar um ventilador de teto é importante avaliar o design e o motor para saber se vai se encaixar naquilo que se espera em questão de funcionalidade e também de economia. No caso do motor, existe uma diferença considerável entre peças nacionais e importadas. No geral, os aparelhos estrangeiros consomem menos energia e são mais potentes.

Avalie o design e o motor na hora da compra (Foto: Divulgação)

 

Modelos nacionais têm um alcance de 20 metros quadrados e chegam a 127 watts, já os importados refrescam uma área de 25 metros com apenas 65 watts gastos. É uma economia considerável!

A quantidade de hélices vai influenciar diretamente no desempenho do aparelho. Espalham melhor o vento os ventiladores com mais pás e também são uma proteção contra insetos por que impedem que eles voem no ambiente onde estão ligados.

Leia Também:  Arraial d'Ajuda Eco Resort - Pacotes de viagem CVC

Manutenção

Verificar se os parafusos não estão se soltando, fazer um balanceamento, verificar o encaixe da lâmpada nos modelos que tiverem… Todos esses cuidados devem ser tomados cerca de um ano e meio após a compra e instalação de aparelhos nacionais e três anos se o produto for estrangeiro. O ideal é requisitar um técnico especializado para evitar problemas.

Uma limpeza mais ‘caprichada’ deve ser feita sempre que possível para que não haja acúmulo de sujeira e, consequentemente, comprometimento do bom funcionamento do ventilador.

Prefira a manutenção com um profissional (Foto: Divulgação)

 

Vantagens

São diversas as vantagens em instalar um ventilador de teto. Entre elas, a economia de espaço, economia de dinheiro já que um aparelho de teto consome dez vezes menos do que os convencionais, e mais barato também do que um ar condicionado e refresca todo o ambiente sem deixar o ar seco.

Nesse calor, vale a pena investir num ventilador de teto e ter certeza de dias e noite mais fresquinhos!


Top