Venda a descoberto: o que é?

PUBLICIDADE

Você conhece a venda a descoberto? Muitos investidores estão obtendo ótimos lucros através dessa estratégia. Neste artigo, falaremos mais sobre esse tipo de venda e como podemos utilizá-la para gerar lucros. Boa leitura!

O que é venda a descoberto?

No meio financeiro, é muito comum alguns investidores tentarem gerar lucros comprando ativos na baixa e vendendo na alta. Essa estratégia é muito popular em várias áreas do setor financeiro. 

A venda a descoberto é muito utilizada para isso, sendo uma operação arriscada, mas que pode garantir grandes lucros para os investidores a curto prazo, principalmente quando o mercado está em queda, momento em que, geralmente, o preço das ações caem.

PUBLICIDADE
O que é venda a descoberto?
Fonte/Reprodução: original.

Tendo isso em mente, podemos dizer que a venda a descoberto consiste em tentar prever a expectativa do mercado em relação ao preço de algum ativo. Com isso, o investidor vende seu ativo na alta e tenta comprá-lo na baixa, quando o preço está caindo. 

O período de recompra pode variar bastante, de acordo com o mercado, podendo ser feita em day trade ou em datas mais longas.

Vale ressaltar que na venda a descoberto, as ações não pertencem ao vendedor. Mas como alguém pode vender algo que não pertence a ele? Para isso, o investidor utiliza ações de terceiros. Nesse meio, a posição de quem faz uma venda a descoberto é conhecida como “posição vendida”, ou short.

Vamos usar um exemplo: imagine que você esteja comprando uma ação que custa R $100,00. Mas você ouviu alguns rumores de que o preço iria cair, ou estudou o mercado e viu uma tendência de queda. 

PUBLICIDADE

Então, pensando em obter lucros, você aluga aquela ação e vende ela antes que seu valor despenque. Se você estiver certo e o preço realmente cair, vamos supor, para R $80,00, então você pode comprá-la, mas lucrando R $20,00.

Como funciona a venda a descoberto?

A venda a descoberto consiste em vender uma ação que você não possui propriedade. Para realizar esse tipo de venda, é necessário primeiro fazer dois tipos de transação: alugar uma ação e depois vendê-la.

Como funciona a venda a descoberto?
Fonte/Reprodução: original.

Mas você pode se perguntar: como eu posso vender algo que não me pertence? Bem, a venda a descoberto é realizada quando existe expectativas de lucro em cima de uma tendência de queda em determinada ação. Ou seja, você realiza este processo por acreditar que o preço da ação vai cair. Depois do valor da ação cair, você então irá devolver a ação e a comprará por um preço bem abaixo e lucrará com a diferença de compra e venda.

Qual é o risco da venda a descoberto?

Como quase tudo no mercado financeiro, a venda a descoberto possui seus riscos. Pode ser que ocorra o contrário do que você esperava, e o valor suba, fazendo com que você tenha que pagar mais caro para recomprar o ativo, tendo assim prejuízo, e não lucro. Por fim, quando a transação é finalizada, você deve devolver as ações que tomou emprestado.

Quando é uma boa ideia usar a venda a descoberto?

A maior vantagem de se utilizar a venda a descoberto é continuar negociando no mercado financeiro mesmo em momentos de crise, já que a venda a descoberto é feita para situações de queda nos preços das ações. 

PUBLICIDADE

Outro grande benefício da venda a descoberto é permitir aproveitar oportunidades através de ações que não estão em sua carteira. Assim, a venda a descoberto também é muito utilizada como forma de proteção em operações hedge, sendo uma maneira de contrabalancear os resultados dos investimentos.

Com tudo isso, chegamos à conclusão de que a venda a descoberto pode ser uma ótima fonte de lucros rápidos, mas que deve ser operada apenas por pessoas experientes, que estejam cientes dos riscos e das estratégias deste tipo de transação.

Leia também:

Comentários fechados

Os comentários desse post foram encerrados.