Veja 5 atitudes para controlar a raiva

Todos os dias temos milhares de tarefas a desempenhar. É um tal de leva criança para escola, busca da aula de basquete, pega trânsito…

Por Élida Santos em 03/10/2011

Todos os dias temos milhares de tarefas a desempenhar. É um tal de leva criança para escola, busca da aula de basquete, pega trânsito para ir trabalhar, escuta chefe chato reclamando e outras muitas coisas que são capazes de tirar até o mais experiente monge do sério.

Nossa cabeça vira uma panela de pressão prestes a explodir e aí aparecem as muitas doenças mentais do século XXI que se alastram diariamente. Estar estressado não é mais considerado frescura.  No último dia 23 de setembro a doença foi enfatizada devido ao Dia Nacional de Combate ao Estresse.

Estima-se que os cofres públicos gastem R$ 147 milhões de reais somente com o pagamento por meio da Previdência Social, de salários mensais para pessoas que estão impossibilitadas de trabalhar porque sofrem mal do século XXI.

De acordo com a Isma-BR (Associação Internacional dos Cuidados com o Estresse – tradução do inglês), 70% da população brasileira sofrem desse mal e desse montante 30% chegam à exaustão física e mental ao ponto de comprometer a qualidade e o rendimento de seu trabalho.

Para não chegar a esse ponto, veja abaixo cinco atitudes para controlar a raiva.

1. Respire fundo!

Sempre que estiver em uma situação extrema, onde os nervos estão aflorados pare, sente-se no chão com a coluna ereta e as pernas cruzadas (faça isso em um local reservado como, por exemplo, um banheiro ou uma sala de reuniões). Coloque a pena esquerda em baixo da direita e com a mão direita segure o pulso esquerdo por trás.

Agora inspire pelo nariz e, ao expirar, vá inclinando o tronco lentamente para frente, como se fosse encostar a testa no chão. Pare e segure a respiração por 8 segundos. Inspire e volte à posição original. Repita a sequência 8 vezes. Essa prática ajuda a baixar os níveis de cortisol e evita que os efeitos da irritação lhe desequilibrem.

2. Exponha seus sentimentos

É normal sentir raiva, inclusive de pessoas que amamos, por isso mesmo aprenda a se controlar. Para diminuir o excesso de adrenalina conte até três antes de responder da maneira que você gostaria.

Exponha a sua visão sem discussões, não se exalte, não grite, você perderá a razão. Coloque para fora tudo o que está sentindo, porém, escolha o momento adequado. Esconder seus sentimentos é tão prejudicial quanto expor da maneira errada. Não espere a raiva dominar, livre-se dela em doses homeopáticas.


3. Calma durante as refeições

Coma de vagar. Sim, essa é uma dica importante. A ansiedade pode ser o estopim de uma crise nervosa. Quando estamos ansiosos com algo está para acontecer, ou até mesmo que não acontece da maneira conforme conduzimos, muitas pessoas “descontam” na comida.

Comer desesperadamente, rápido, sem mastigar o alimento da maneira correta, gera uma digestão ruim. O excesso de alimento calórico como, por exemplo, o chocolate, é péssimo. Tudo que é demais faz mal.

4. Seja organizado

Tem situações que não temos como controlar, mas em alguns casos somos causadores do sentimento de raiva. Para controlá-lo não há melhor maneira do que evitar senti-lo. Então acorde mais cedo, prepare seu café da manhã com calma, sente-se a mesa e aprecie a primeira refeição do dia, tome banho sem pressa, sai de casa com bem antes do seu compromisso para não ter problemas caso ocorra um imprevisto, resumindo, não faça as coisas de última hora.

Organize mais que seu armário, organize sua agenda, não marque milhares de compromissos ao mesmo tempo. Cada coisa tem seu tempo. Faça uma coisa de cada vez para não ter que refazer mil coisas às pressas.

5. Controle seu corpo

A primeira parte do corpo que temos que controlar para evitar a raiva é a língua. A palavra tem poder, quanto mais você repete coisas negativas, mais acredita que elas são verdade. Nunca diga que não é capaz de fazer algo sem ao menos tentar. Se subestimar não o fará um vencedor.

Dizer aos quatro ventos o quanto você é fraco e incapaz pode até despertar a piedade alheia, o que é pior. Não queria que as pessoas te vejam como um perdedor. A vida é um jogo onde ganhamos e perdemos, mas a mesma pessoa que ganha hoje pode perder amanhã, por isso, corra atrás da vitória, aprenda com os erros e exercite a palavra “posso”, sempre. Pois você é capaz e pode vencer, basta trabalhar em prol disso.

Top