Vasectomia: saiba mais

Um dos métodos contraceptivos que envolve um grande planejamento familiar, é a vasectomia. Apesar de ser muito indicada pelos especialistas, ela ainda é um…

Por Editorial MDT em 17/09/2012

Um dos métodos contraceptivos que envolve um grande planejamento familiar, é a vasectomia. Apesar de ser muito indicada pelos especialistas, ela ainda é um tópico que desperta muitas dúvidas e medos. Por isso, separamos algumas informações como os mitos e verdades sobre a vasectomia.

Conheça quais são os principais riscos da vasectomia.

A vasectomia é um procedimento cirúrgico muito simples. (Foto: divulgação)

Tire suas dúvidas sobre a vasectomia

A vasectomia é um dos métodos contraceptivos mais incentivados pelos médicos especialistas. Isso se deve a sua cirurgia simples, possuindo baixas taxas de complicações. Assim, conheça abaixo alguns mitos e verdades sobre a vasectomia.

  • A vasectomia é um procedimento simples: verdade – a vasectomia é uma cirurgia simples. Isso porque o cirurgião irá cortar os canais deferentes, que são os responsáveis pelo transporte do esperma dos testículos para a uretra. A partir dessa interrupção, o sêmen fica sem espermatozoides, ou seja, infértil;
  • A vasectomia realiza uma esterilização definitiva no homem: mito – a vasectomia pode ser revertida. O resultado definitivo ou não dependerá do cirurgião, assim como da técnica cirúrgica utilizada;
  • O homem vasectomizado perde a masculinidade: mito – não há nenhuma relação entre a realização da vasectomia e a potência ou performance masculina do indivíduo. Dessa forma, é necessário mencionar que a vasectomia não causa impotência sexual;
  • Após a vasectomia, o homem não ejacula mais: mito – em nenhum momento, a cirurgia contraceptiva afeta a ejaculação masculina. A única alteração existente é que o Sêmen não irá contar mais os espermatozoides responsáveis pela fecundação. Além disso, é necessário mencionar que não existe relação entre a vasectomia e a diminuição da libido (desejo sexual);

    A vasectomia é muito procurada para favorecer o planejamento familiar. (Foto: divulgação)

  • A vasectomia é realizada sempre que envolve um planejamento familiar – o perfil ideal dos homens para a realização da vasectomia é aquele que já tem família constituída e que não pretende mais ter filhos;
  • A vasectomia é indicada apenas para os homens com idade superior a 30 anos: verdade – de maneira geral, os especialistas preferem realizar a vasectomia em homens férteis com idade superior a trinta anos e já possuem família constituída. Assim, tem como objetivo principal o planejamento familiar, levando em conta o desejo do casal;
  • A vasectomia provoca dores no pênis após sua realização: mito – assim como qualquer outro procedimento, o homem pode sentir dores na região escrotal, onde a cirurgia é realizada, não no pênis. Por isso, durante a relação sexual não haverá nenhum tipo de dor na região peniana, prevalecendo a sensação de prazer;
  • A vasectomia é sinônimo de castração: mito – a cirurgia de vasectomia não envolve o pênis do indivíduo. Isso porque a cirurgia ocorre no escroto, em especial nos ductos, não afetando o órgão masculino.

    O desejo sexual não é diminuído pela vasectomia. (Foto: divulgação)

A vasectomia é um dos métodos contraceptivos mais incentivados pelos especialistas. Isso porque se trata de um procedimento simples e praticamente livre de complicações. Ele é uma ótima opção para quem deseja realizar um planejamento familiar adequado.

Saiba como reverter a vasectomia.

Top