Vasectomia: como reverter?

Muitos homens recorrem à vasectomia no intuito de obterem o controle no planejamento familiar. Porém, após realizá-la, alguns deles querem reverter o procedimento e…

Por Editorial MDT em 26/04/2012

Muitos homens recorrem à vasectomia no intuito de obterem o controle no planejamento familiar. Porém, após realizá-la, alguns deles querem reverter o procedimento e aumentar a família. Confira algumas informações a respeito de como reverter essa intervenção cirúrgica.

Antes de realizar a reversão, procure uma orientação médica

Conhecendo os motivos da reversão

Dados mostram que em torno de 5% dos homens submetidos à vasectomia, a realizaram para fins de esterilização. Assim, a grande procura para a reversão do procedimento se deve, principalmente, a novos relacionamentos, com o intuito de constituir uma nova família.

Compreendendo a reversão

A reversão da vasectomia consiste, basicamente, na reconstrução do ducto por onde os espermatozoides passam (canal deferente). Dessa forma, quando o homem ejacular, o que antes era um sêmen infértil (com ausência de espermatozoides), após o reestabelecimento do ducto volta a ser fértil.

Como a reversão é realizada?

A técnica utilizada para reversão é realizada através de uma pequena incisão na bolsa escrotal do homem. Através dela é possível reconhecer o local em que foi realizada a vasectomia, podendo identificar os cotos do canal deferente. Após o reconhecimento, realiza-se a reaproximação das pontas dos canais com fios cirúrgicos, realizando pontos de forma delicada.

A vontade de constituir novas famílias é a principal causa da procura pela reversão

Em geral, a anestesia para a realização da reversão é local, porém, o médico pode optar por bloqueio peridural ou raque (anestesia-se da cintura para baixo).

A reversão é eficaz?

É importante ponderar o risco-benefício antes de se submeter a um novo procedimento cirúrgico. Vale ressaltar que, apesar da reversão ser uma cirurgia relativamente simples, ela apresenta riscos e consequências. Portanto, o homem deve levar em consideração alguns dados, como:

  • O índice de sucesso da reversão é de 90%;
  • O sucesso de uma gravidez é em torno de 52%;
  • O ideal é que a reversão seja realizada antes de 10 anos decorridos do primeiro procedimento.

O homem que deseja realizar a reversão deve ter em mente que possuir um sêmen fértil não garante o sucesso de uma concepção, pois o organismo masculino pode desenvolver anticorpos contra os espermatozoides, durante o período em que estavam obstruídos, afetando sua capacidade de fecundação.

Muitos homens realizam a vasectomia visando um planejamento familiar

Felizmente, a vasectomia pode ser revertida. A técnica para realizar o reestabelecimento do canal é relativamente simples, porém oferece alguns riscos. Por isso, antes de se submeter a uma nova cirurgia, é preciso buscar uma orientação médica adequada e conhecer os benefícios e os malefícios de sua realização.

Top