Vasco perde para Universidad de Chile e está fora da Copa Sul-Americana

O Vasco não conseguiu superar o bom time da Universidad de Chile, foi derrotado por 2 a 0, em Santiago, e está eliminado da…

Por Redacao em 01/12/2011

Nem Juninho conseguiu ajudar o Vasco a superar os chilenos da “La U”. (Foto/Divulgação)

O Vasco não conseguiu superar o bom time da Universidad de Chile, foi derrotado por 2 a 0, em Santiago, e está eliminado da Copa Sul-Americana. Depois do revés, os cruz-maltinos juntam os cacos para encarar o clássico diante do Flamengo, no domingo, pela última rodada do Campeonato Brasileiro, que pode dar o título nacional para o Vasco.

No Chile, a primeira etapa foi bastante equilibrada e tensa. Com gol de Canales, a Universidad saiu na frente do placar e complicou as coisas para a equipe vascaína. Precisando de um gol para levar a decisão para os pênaltis, os vascaínos foram para cima na tentativa do empate. Porém, a situação ficou difícil após da expulsão de Fagner, que agrediu o rival com uma cotovelada. Se não bastasse, dois minutos depois da expulsão, “La U” chegou ao segundo gol, por meio do atacante Vargas, e definiu o resultado.

Na final da Sul-Americana, a equipe chilena encara a LDU, do Equador.

Primeiro tempo truncado e “La U” na frente

Tensão, disposição e equilíbrio. Ingredientes indispensáveis a uma grande decisão e que não faltaram ao primeiro tempo no Chile.

Com uma marcação adiantada, o Vasco iniciou o duelo com atitude, marcando a equipe chilena na frente. Aos poucos, os chilenos mostraram sua força e passaram a preencher os espaços no meio de campo. Tanto que aos seis minutos, a Universidad criou uma ótima oportunidade para abrir o placar.  Vargas foi acionado, invadiu a área, mas na hora que tentou o drible no goleiro, parou em uma saída precisa de Fernando Prass.

O jogo seguia bastante equilibrado. Com boa posse de bola, o Vasco aumentou o ritmo no ataque e chegou aos 12. Juninho deu um ótimo passe para Rômulo na entrada da área, mas o volante foi travado no momento da finalização.

Aos 20 minutos, a Universidad respondeu com Aranguiz. O jogador recebeu lançamento pelo lado direito e finalizou com força para boa defesa de Fernando Prass.

Organizadas em campo, as equipes não davam espaços para o adversário trabalhar a bola na entrada da área. Entretanto, aos 30 minutos, o time chileno conseguiu atacar e foi mortal. Depois de uma confusão dentro da área vascaína, Aranguiz finalizou, Prass espalmou para o lado e Canales aproveitou o rebote para marcar o primeiro da “La U”.

O Vasco sentiu o gol sofrido e se acuou em campo. Por sua vez, com boa movimentação e velocidade na troca de passes, a equipe chilena envolvia o sistema defensivo vascaíno.

Vasco volta no ataque

Atrás do gol de empate, O Vasco voltou para a etapa final com Bernardo no lugar de Allan. E logo aos dois minutos, a equipe carioca quase empatou o jogo. Diego Souza armou contra-ataque, rolou para Rômulo, que tabelou com Alecsandro, recebeu na frente e bateu cruzado, mas Herrera espalmou.

Para impedir que o Vasco insinuasse uma pressão, o time da casa acalmou a partida e passou a prender a bola no meio de campo, com passes curtos e precisos.

Aos 17 minutos, o Vasco voltou a ameaçar com Rômulo. O volante arriscou chute de longe, acertou o canto e o goleiro Herrera espalmou a bola para escanteio.

A resposta da equipe chilena veio aos 23. Canales ganhou a disputa com Dedé e lançou para Vargas, que saiu na cara de Prass. Porém, na hora da finalização, o atacante chileno encobriu o goleiro vascaíno, mas mandou a bola para fora.

Fagner é expulso e Universidad aumenta

O que já era difícil para a equipe vascaína, ficou ainda mais complicado, aos 25. De maneira infantil, o lateral Fagner deu uma cotovelada no adversário e foi expulso. Com um a mais em campo, “La U” precisou de apenas dois minutos para ampliar o resultado e praticamente carimbar a vaga para a final da Sul-Americana. Mena cruzou da esquerda e Vargas sozinho só completou para o fundo do gol: 2 a 0 Universidad.

Na base da raça, o Vasco ainda tentou diminuir, com Dedé. O zagueiro resolveu ir para o ataque, tabelou com Alecsandro e chutou para defesa de Herrera. Nos minutos finais, “La U” administrou a vantagem construída e garantiu a vaga para a final da Copa Sul-Americana.

Top