Vale é indicada ao título de pior companhia do mundo pelo Public Eye People´s

A Vale está concorrendo ao título nomeado de pior companhia do mundo pelo Public Eye People´s, premiação desempenhada desde 2000 pelas ONGs Greenpeace e…

Imagem: (Foto Divulgação)

A Vale está concorrendo ao título nomeado de pior companhia do mundo pelo Public Eye People´s, premiação desempenhada desde 2000 pelas ONGs Greenpeace e Declaração de Berna. Esta é a primeira vez que uma empresa brasileira é eleita à votação, a qual também é conhecida como Oscar da Vergonha. O resultado será divulgado durante o próximo Fórum Econômico Mundial de Davos, na Suíça, que ocorre entre os dias 25 e 29 desse mês.

Além do Vale, concorrem ao título ainda a mineradora Freeport, com sede nos Estados Unidos, a sul-coreana de eletrônicos Samsung, a agência bancária Barclay, a suíça de agronegócio Syngenta e a companhia de energia Tepco, que atua nas usinas nucleares de Fukushima – a mais votada até o momento, com 8,4 mil votos.

A recomendação da mineradora foi realizada por um grupo de entidades sociais  ambientalistas constituído pela Rede Justiça nos Trilhos, a Articulação Internacional dos Atingidos pela Vale (International Network of People Affected by Vale, o International Rivers e a Amazon Watch).

No site do concurso, que vai até 26 deste mês, a nomeação da Vale é explicada por uma “história de 70 anos manchada por repetidas violações dos direitos humanos, condições desumanas de trabalho, pilhagem do patrimônio público e pela exploração cruel da natureza”. O texto ainda censura o fato da empresa ter contraído, em abril de 2011, 9% de participação no Consórcio Norte Energia S.A, responsável pelo desenvolvimento da usina de Belo Monte no Pará. Até o momento, a companhia já possui mais de 4 mil votos.

Procura, a Vale não se articulou sobre a recomendação. Em sua última notificação socioambiental, a companhia declara que “procura atuar com responsabilidade socioeconômica e ambiental nos territórios onde está presente, durante o ciclo de vida de seus empreendimentos e visa à construção de um legado positivo observando neste processo os termos globais de sustentabilidade”. Para este ano, a empresa pretende  investir US$ 1,65 bilhão em ações socioambientais.

Leia Também:  Descubra como lidar com o estresse antes de um concurso público

Top