Vagas de emprego para professores: universidades federais

Infelizmente, a falta de professores tem afetado muitas universidades. Talvez isso mostre um pouco do desinteresse pela carreira de docente, que é alvo de…

Por Paulo Lima em 02/02/2012

As vagas devem suprir a demanda de por professores das principais universidades federais do país.

Infelizmente, a falta de professores tem afetado muitas universidades. Talvez isso mostre um pouco do desinteresse pela carreira de docente, que é alvo de grandes injustiças no país. São poucos os incentivos por parte do poder público para atrair novos profissionais. E os que decidem dar aula, na maioria das vezes, acabam sendo contratados por instituições privadas.

Felizmente, o governo federal vem tentando mudar esta realidade. Já foi anunciada a construção de novos campus pelo Brasil a fora, inclusive de novas Fatecs (Faculdades de Tecnologia), o que deve atrair mais investimento para essas regiões.

Visando suprir a atual demanda, o Ministério do Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão em parceria com o Ministério da Educação publicou no início desta semana (30 de janeiro) uma portaria autorizando a contratação de 3.059 professores. Pode ser a sua oportunidade de entrar na área acadêmica e dar a sua contribuição para o desenvolvimento do ensino superior no país.

No total, foi autorizada a contratação de 3.059 profissionais.

Os novos profissionais serão contratados para atender as carências oriundas do Reuni, que é o Programa de Apoio a Planos de Restauração e Expansão das Universidades Federais. As vagas estão divididas em dois períodos de atuação: o primeiro vai de março a agosto de 2012 (1800 vagas – 900 com carga horária de 40 horas e 900 com carga horária de 20 horas) e o segundo de abril a setembro deste mesmo ano (1259 – 629 com carga horária de 40 horas e 630 com carga horária de 20 horas).

Como é possível perceber, o tempo de atuação desses profissionais será de seis meses, com possibilidade do prazo ser prorrogado pelo mesmo período. Além disso, os novos professores serão contratados através de processo seletivo simplificado. A portaria também orienta que a contratação pode ser feita por meio de processos seletivos realizados anteriormente, exceto em casos de seleção através da análise curricular.

A distribuição das vagas ficará a critério do MEC.

Quem for selecionado deve preencher as vagas que estão em aberto nas principais universidades federais do país – a distribuição das contratações ficará a critério do MEC (Ministério da Educação). A portaria autorizando a seleção de mais de 3.000 mil professores de ensino superior está disponível na internet (acesse aqui), no site da Imprensa Nacional. Informações sobre salário e inscrição não foram divulgadas.

Ficando ligado no Mundo das Tribos, você vai poder acompanhar as próximas novidades sobre o assunto

Top