Cartilha online sobre os direitos dos viajantes

A Proteste – Associação de Consumidores – lançou uma cartilha online para orientar os turistas sobre seus direitos durante as viagens. O objetivo do…

Por Élida Santos em 07/12/2012

A Proteste – Associação de Consumidores – lançou uma cartilha online para orientar os turistas sobre seus direitos durante as viagens. O objetivo do item é conscientizar as pessoas nesse período de festas, em que as viagens aumentam e os problemas com relação ao transporte de passageiros também. Cientes de seus direitos, as pessoas podem adquirir mais ações com relação a esse assunto.

Leia mais sobre: Direitos de quem viaja de ônibus

 

Aprenda os seus direitos como turista (Foto: Divulgação)

Conteúdo da cartilha online: direitos dos viajantes

O material, que informa aos passageiros de seus direitos durante uma viagem, possui 33 páginas e aborda a legislação que ampara o turista. Além disso, a cartilha dá dicas em relação a hospedagem, locação de veículos, pacotes, milhagens, compras coletivas e assistência de viagem, entre outros temas. Além dessas informações, sobre a viagem, o texto preventivo inclui dicas para fazer um planejamento de gastos, cuidados ao locar casas para temporada, dicas sobre serviço de turismo de aventura e regras sobre impostos sobre a bagagem na alfândega.

Saiba mais sobre: Viajantes.com: Rede Social de Turistas

Os direitos dos viajantes estão reunidos em uma cartilha online (Foto: Divulgação)

Consultas da cartilha do viajante

A cartilha online sobre os direitos dos viajantes fala sobre várias questões essenciais para que seu passeio seja de qualidade. A disponibilidade dos dados online foi um meio de facilitar a consulta por parte das pessoas que estão fora da sua cidade de residência e esperam um bom atendimento por parte do sistema hoteleiro do destino. Para visualizar as informações, desse pequeno manual, basta acessar o site www.proteste.org.br/cartilhas.

Leia mais sobre: Aplicativo Viajantes no Exterior Receita Federal

Mas não adianta se conscientizar com relação aos seus direitos como turista se não exigi-los. A cartilha existe, sobretudo, para que as pessoas saibam utilizar essas informações de uma maneira que as beneficie e faça valer o que a lei impõe aos estabelecimentos com relação a prestação de serviços. Em casos de descumprimento das medidas, é necessário denunciar ao Procon mais próximo e dependendo da gravidade do problema, um Boletim de Ocorrência deve ser registrado.

Top