Vagas de Emprego Centro de Solidariedade Janeiro 2010

Após a demissão, a primeira providência do trabalhador é acertar os papéis com a empresa e dar entrada no seguro-desemprego. Como o trabalhador em…

Por Redacao em 26/01/2010

Vagas de Emprego Centro de Solidariedade Janeiro 2010

Após a demissão, a primeira providência do trabalhador é acertar os papéis com a empresa e dar entrada no seguro-desemprego. Como o trabalhador em São Paulo está aguardando em média 53 semanas (dados Seade, mês de novembro de 2004), para a sua recolocação no mercado de trabalho. O Seguro-Desemprego é uma das saídas para a falta de ocupação. O desempregado poderá receber até cinco parcelas durante esse período.

Mas o que o Centro de Solidariedade ao Trabalhador tem a ver com o Seguro-Desemprego? Tem duas utilidades importantíssimas. No Centro de Solidariedade há uma equipe treinada e credenciada pelo Ministério do Trabalho para dar entrada no benefício, sem filas de espera com a tranqüilidade de estar em um lugar seguro. A segunda utilidade do Centro de Solidariedade é que o trabalhador-desempregado poderá realizar o seu cadastro conosco e pleitear novas oportunidades de emprego.

Vagas de Emprego Centro de Solidariedade Janeiro 2010. Estão sendo oferecidas 4.553 vagas de emprego pelos postos do Centro de Solidariedade ao Trabalhador (CST) da cidade de São Paulo, para quem possui nível médio.

Há oportunidades para todos os setores de atuação, sendo a maioria delas concentrada nas áreas de serviços, comércio, construção civil e indústria.

Vagas para quem não possui experiência profissional é que não faltam, já que existem mais de cinco mil chances destinadas a este público, ideais inclusive para jovens que buscam o primeiro emprego ou para pessoas que estão afastadas há algum tempo do mercado de trabalho.

Vagas – Dentre as oportunidades de emprego reunidas existem 1.535 dirigidas a operadores de telemarketing, 534 para operadores de supermercados (sem experiência), 259 para manobristas, 703 para fiscais de loja, 154 para auxiliares de estoque, 144 para auxiliares de linha de produção, 47 para costureiras, 206 para eletricistas, entre outras.

Serviço – Os interessados devem comparecer, das 7h às 16h, munidos de carteira profissional, RG, certificado de escolaridade e currículo, a um dos dois postos do CST, localizados nos seguintes endereços (ambos na capital paulista):
– Zona Central/Liberdade: rua Galvão Bueno, 782;

– Zona Sul/Santo Amaro: rua Barão do Rio Branco, 864.

Salários: R$ 510 a R$ 2,5 mil.

As oportunidades de trabalho foram distribuídas entre as seguintes áreas:

Área operacional – ajudante de carga e descarga (21), ajudante de cozinha (26), ascensorista (6), atendente de balcão (111), atendente de lanchonete (72), fiscal de loja (26), manobrista (9), motorista de caminhão (11) e operador de supermercados (48).

Área administrativa – recepcionista (62), assistente administrativo (9), auxiliar administrativo (28), auxiliar contábil (5), auxiliar de escritório (76) e operador de cobrança (138).

Área técnica – auxiliar de linha de produção (149), auxiliar de manutenção predial (29), eletricista (54), eletrotécnico (6), mecânico de ar-condicionado e refrigeração (32), operador de injetora de plástico (7) e técnico de refrigeração (8), entre outras.

Existem também, 1.391 oportunidades para quem não tem experiência.

Para se candidatar a uma vaga é preciso ir a partir do dia 27/01 a um dos postos abaixo com carteira profissional, RG, certificado de escolaridade e currículo.

Endereços:
Zona Central – Rua Galvão Bueno, 782 – Liberdade
Zona Sul – Rua Barão do Rio Branco, 864 – Santo Amaro

Top