Vacina de HPV 2013: saiba mais

A vacina contra o papilomavírus humano (HPV) é uma ferramenta moderna para a prevenção de problemas como o câncer de colo e útero. Com…

Por Editorial MDT em 27/12/2012

A vacina contra o papilomavírus humano (HPV) é uma ferramenta moderna para a prevenção de problemas como o câncer de colo e útero. Com distribuição exclusiva pela rede particular, em 2013 a vacina passará a ser distribuída pelo Sistema Único de Saúde (SUS), para mulheres entre 9 e 45 anos. Isso significa um enorme avanço no combate de uma das doenças ginecológicas mais graves. Fique por dentro do assunto e saiba mais sobre a vacinação contra HPV em 2013.

Saiba quais são os efeitos colaterais da vacina contra HPV.

A vacina contra HPV é um grande avanço para a prevenção do câncer de colo de útero. (Foto: divulgação)

Benefício para todos

A vacina contra o vírus HPV é uma medida que ajuda a prevenir a infecção pelo papilomavírus humano, transmitido pelo contato sexual e muito perigoso, especialmente para o sexo feminino. A notícia da descoberta desse tratamento poderia ter sido melhor se ele fosse acessível a toda população.

Apesar de saber da importância de contar com essa proteção extra, nem todos podiam pagar pelas aplicações, disponíveis apenas na rede particular por um preço que varia de R$ 250,00 a R$ 400,00 por dose, sendo necessárias três aplicações.

A novidade é que haverá algumas mudanças previstas logo para o início de 2013, pois, segundo o Ministério da Saúde, a introdução da vacina no SUS está em fase de estudos. Foi criado um grupo técnico para fazer análises epidemiológicas, imunológicas, socioeconômicas e financeiras e assim discutir a estratégia de implantação da nova vacina na rede pública, que esta prevista ainda para o primeiro semestre de 2013.

A vacina será distribuída pelo SUS ainda no primeiro semestre de 2013. (Foto: divulgação)

Os primeiros lugares a oferecer a vacina

Algumas regiões adiantaram-se em abrir o processo de compra das vacinas, como é o caso do estado do Rio de Janeiro, que promete ser o primeiro a distribuir, de forma regular, a vacina de forma gratuita. Em iniciativas isoladas, algumas cidades já imunizaram parte da população, como é o caso de Barretos, no interior de São Paulo, e Campos dos Goytacazes, no Rio.

 Eficiência da Vacina

A vacina que será distribuída pela rede pública é capaz de combater os dois principais subtipos de HPV, os 16 e 18, que apresentam maior prevalência e oferecem mais perigo à saúde. Além de causarem o temido câncer de colo de útero, que atinge a marca de mais de 17 mil novos casos anualmente, os vírus ainda são capazes de causar câncer de pênis e até de garganta.

Infelizmente a vacina não garante proteção total, pois os dois subtipos combatidos representam 70% do risco de contrair a infecção, e atualmente são conhecidos mais de 20 subtipos de HPV. É importante ressaltar que, o fato de receber a vacina não invalida a necessidade de realizar os exames preventivos de rotina.

Entenda as vantagens da vacina contra HPV.

A vacinação não invalida a necessidade dos exames ginecológicos de rotina. (Foto: divulgação)

A vacina contra o HPV é um avanço nos cuidados para com a saúde da mulher e irá causar um impacto gigantesco no programa nacional de vacinação. 2013 promete ser um ano de mudanças muito bem-vindas, com a destruição gratuita da vacina.

Top