Vacina contra infecção hospitalar: saiba mais

Da mesma forma que podemos prevenir a caxumba, rubéola, sarampo e outras doenças, já é possível prevenir infecções. As vacinas são formas importantes de…

Da mesma forma que podemos prevenir a caxumba, rubéola, sarampo e outras doenças, já é possível prevenir infecções. As vacinas são formas importantes de prevenções de doenças, e fazem diferença na população, evitando diversas mortes anualmente. Saiba mais sobre a vacina contra infecção hospitalar.

As vacinas contra infecção hospitalar estão sendo testadas. (Foto: divulgação)

Infecção hospitalar

A infecção hospitalar é o nome dado ao processo infeccioso não existente no organismo do indivíduo, que se manifesta durante o seu tempo de permanência no hospital ou após sua alta. A evolução da medicina ao longo dos tempos tem trazido novas técnicas de tratamento, que permitem que as pessoas sejam curadas ou que as doenças sejam controladas.

Porém, a ampliação do número de procedimentos que podem ser usados no tratamento de pacientes no ambiente hospitalar trouxe um risco maior de infecção. Isso se deve ao fato de grande parte desses procedimentos serem invasivos, ou seja, realizados invadindo as barreiras do corpo. Isso acontece em casos de cirurgias, aplicações nos músculos ou nas veias.

A vacina pode ajudar no controle de infecção hospitalar. (Foto: divulgação)

Vacina contra infecção hospitalar

A novidade apresentada pela medicina, anunciada no encontro internacional é a vacina que atua na prevenção de estafilococos aureus, presente na lista de superbactérias que causam em torno de 400 mil casos graves de infecções generalizadas ao ano.

A vacina ainda está passando por testes nos Estados Unidos e Europa, em pacientes que irão fazer cirurgias de maior risco de infecção hospitalar. De acordo com o infectologista Lauro Ferreira Pinta, trata-se de uma superbactéria que pode adquirir resistências e matar muitas pessoas.

Leia Também:  Dentes dos cães: como cuidar

Atualmente o governo fornece mais de 12 tipos diferentes de vacinas, tomadas em várias doses desde a infância até a terceira idade. Mas quem possui boas condições financeiras e pode pagar, tem mais nove opções, incluindo as restritas pelo governo para as faixas etárias mais vulneráveis, mas que podem ser tomadas em qualquer idade na rede privada. É o exemplo das vacinas contra coqueluche e gripe.

A farmacêutica Sanofi anunciou que está na fase final dos testes clínicos que envolvem a vacina que protege contra a bactéria Clostridium difficile, responsável por várias infecções hospitalares e causadoras de diarreias que debilitam os pacientes. A pesquisa está sendo feita com mais de 15.00 pessoas. Apesar de existirem vários tipos de bactérias que causam infecções hospitalares, a Clostridiumestá entre as mais comuns.

As vacinas contra infecção são um grande avanço na medicina. (Foto: divulgação)

As vacinas contra infecções hospitalares são consideradas um avanço na ciência e medicina. Com a comprovação da eficácia dessas vacinas, será possível reduzir o número de mortes e de problemas relacionados a infecção hospitalar. Esperamos que futuramente esses aliados da imunidade façam parte das vacinas que os adultos devem tomar .

Top