Vacina contra bactéria resistente promete salvar muitas vidas

Vacina contra bactéria resistente promete salvar muitas vidas

Vacina contra bactéria resistente promete salvar muitas vidas e tudo isso graças a uma pesquisa divulgada no periódico New England Journal of Medicine mostrou…

Por Élida Santos em 25/03/2015

Vacina contra bactéria resistente promete salvar muitas vidas e tudo isso graças a uma pesquisa divulgada no periódico New England Journal of Medicine mostrou bons resultados para uma vacina contra pneumonias pneumocócicas. Essa pesquisa usou informações de 85 mil pessoas que participaram do estudo. A vacina usa 13 sorotipos de pneumococos e mostrou 45% de eficácia ao prevenir a pneumonia não invasiva, ou seja: quando o pneumococo atinge só os pulmões e não cai na corrente sanguínea.

Vacina pode ajudar muito (Foto: Divulgação)

Leia mais informações sobre: Efeitos colaterais das vacinas nos cães

Vacina contra bactéria resistente promete salvar muitas vidas

Vacina contra bactéria resistente promete salvar muitas vidas já que foi capaz de evitar 75% de casos de pneumonia invasiva, que é um quadro ainda mais grave, quando as bactérias passam a circular no sangue. Essa vacina foi aprovada no ano de 2013 pela Anvis, mas ainda está sendo vendida somente na rede privada. Essa vacina é contra 13 sorotipos de pneumococos é indicada para adultos acima de 50 anos e crianças de seis meses até seis anos.

Vacinas resistentes a bactérias (Foto: Divulgação)

Vacina será liberada para crianças e adolescentes

A Pfizer, companhia fabricante dessa vacina, já solicitou ao órgão regulador a liberação para crianças e adolescentes entre seis e 17 anos de idade. Mas são os idosos o foco mesmo dessa vacina, pois são considerados uma população especial para essa aplicação ode vacina, já que o seu organismo envelhece.

Vacinação salva muitas vidas (Foto: Divulgação)

Saiba mais informações sobre: Quem Receberá Vacina Contra Gripe Suína

Dificuldades de defesa

As pessoas mais idosas são consideradas uma população que precisa mais de vacinas que ajudam o sistema imunológico, pois está mais comprometido. Essa ação é chama de imunossenescência, que pode ser agravada se existe um cenário ainda mais preocupante, segundo os médicos.

Vacina contra bactéria, confira (Foto: Divulgação)

Frio aumenta infecção

A infectologista Lessandra Michelim, professora de infectologia da Universidade de Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul, explica que as pesoas têm mais chances de sofrer com o mal no inverno por ficar mais juntas em ambientes fechados.

“Além de o idoso ter um sistema imunológico mais deficiente, muitas vezes há outras doenças no conjunto, como hipertensão, diabetes e problemas no coração, o que pode agravar o quadro”, alerta.

Top