Vacina contra a Catapora: saiba mais

A catapora, também chamada de varicela, é considerada uma das doenças clássicas da infância. Quem apresenta a enfermidade normalmente desenvolve sintomas típicos, como as…

Por Isabella Moretti em 20/12/2012

A catapora, também chamada de varicela, é considerada uma das doenças clássicas da infância. Quem apresenta a enfermidade normalmente desenvolve sintomas típicos, como as bolinhas pelo corpo que causam coceira, podem se romper e encrostar. A catapora é causada por vírus, mas a vacina pode ser eficaz na prevenção.

A vacina contra a catapora é administrada em duas doses. (Foto:Divulgação)

Altamente contagiosa, a catapora pode ser transmitida mesmo quando as feridas não se romperam pelo corpo do doente, por isso a prevenção acaba se tornando complicada. A vacina que promete reduzir as chances de desenvolver varicela tem 80% de eficácia e faz parte da rotina de imunização de uma criança.

Saiba mais: Alerta para a catapora: sintomas, cuidados

Detalhes sobre a vacina contra catapora

A vacina contra catapora deve ser aplicada em duas etapas. A criança recebe a primeira dose quando tem entre 12 e 15 meses de idade. Já a segunda dose é aplicada quando entre os 4 e 6 anos de idade. A vacinação nem sempre impede o indivíduo de contrair o vírus e desenvolver os sintomas, mas dificilmente os casos são considerados graves ou moderados.

Estima-se que uma única dose da vacina em crianças até 12 anos de idade resulta em uma proteção de 70 a 90% contra infecções. Aqueles que são vacinados contam ainda com até 98% de chances de não desenvolver complicações por causa da doença viral.

A segunda dose da vacina contra a catapora é uma recomendação da Sociedade Brasileira de Pediatria para aumentar ainda mais a proteção contra o vírus, chegando perto de 100%.

Quando a criança é imunizada e mesmo assim tem catapora, o caso não será tão grave. (Foto:Divulgação)

Se a criança tiver contato com alguém com catapora e ainda não foi imunizada, ela pode receber a vacina nas primeiras 96 horas após o ocorrido. Este cuidado fará com que a doença se desenvolva de forma mais atenuada, caso o contágio realmente tenha ocorrido.

As pessoas com mais de 13 anos que não receberam a vacina no tempo certo e nem desenvolveram catapora devem tomar as duas doses, respeitando o intervalo de 4 a 8 semanas.

A vacina contra catapora não costuma apresentar reações adversas, mas caso ocorra, a criança pode ter dor de cabeça, febre e mau humor. As doses são contraindicadas para mulheres grávidas, bebês com idade inferior a 1 ano e pessoas com sistema imunológico comprometido, ou seja, que sofrem com AIDS ou estão em tratamento contra o câncer.

Vacina contra catapora 2013

Cada dose da vacina contra catapora custa em média 30 reais. No entanto, o Sistema Único de Saúde (SUS) anunciou que em 2013 vai disponibilizar a imunização gratuitamente, junto com a antiga tríplice viral. Com isso, a criança ficará protegida contra sarampo, caxumba, rubéola e catapora.

A vacina contra catapora será oferecida pelo SUS a partir de agosto de 2013. (Foto:Divulgação)

A vacina contra catapora (tetra viral) entra para o calendário de vacinação a partir de agosto de 2013, fazendo parte do Programa Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde.

Veja também: Vacina contra catapora passa a fazer parte de calendário do SUS

Top