Uso de lubrificante pode aumentar risco de doenças

A saúde íntima é extremamente importante e por isso os problemas que afetam os genitais nunca devem ser ignorados. O que muita gente não…

A saúde íntima é extremamente importante e por isso os problemas que afetam os genitais nunca devem ser ignorados. O que muita gente não sabe é que algumas pessoas acabam cometendo erros justamente pelo excesso de cuidado e colocam em risco a saúde de todo organismo.

Os problemas genitais são importantes e não devem ser ignorados. (Foto: divulgação)

É preciso ter limites até mesmo para cuidar da região íntima, pois algumas práticas como a realização de duchas vaginais e uso de produtos de higiene pessoal inespecíficos para os genitais pode aumentar as chances de contrair doenças sexualmente transmissíveis. Essa máxima também é válida para os lubrificantes. Entenda o porquê e saiba como os lubricantes aumentam o risco de doenças.

Conheça os tipos de camisinha e saiba como escolher.

Estudos recentes sobre o uso de lubrificantes

De acordo com um estudo recente, feito na Universidade da Califórnia e divulgado pelo Daily Mail, o uso frequente de lubrificantes está relacionado à ocorrência de doenças nos genitais. O efeito nocivo se deve ao fato dessas substâncias serem capaz de prejudicar os tecidos vaginais internos, resultando no desequilíbrio da biota local, a qual contém as bactérias que vivem naturalmente no corpo e protegem o organismo contra agentes patogênicos. O resultando é o aumento da susceptibilidade de contrair doenças como herpes, clamídia ou até mesmo HIV.

O uso de lubrificantes é capaz de aumentar as chances de desenvolver doenças genitais. (Foto: divulgação)

A pesquisa contou com a ajuda de 114 mulheres voluntárias, que descreveram todos os detalhes de suas rotinas de higiene íntima e passaram por um exame ginecológico minucioso. De toda população estudada, 66% fazia uso de lubrificantes ou produtos de limpeza internos. Entre os lubrificantes mais usados, 70% eram produtos específicos para relações sexuais, enquanto 17% das mulheres optavam pela vaselina e outros 13% preferiam os óleos.

Continuar Lendo  Como cuidar das roupas do bebê

Para a surpresa de muita gente, entre todas as mulheres que usavam vaselina, 40% apresentava algum tipo de infecção causa por bactérias, enquanto que, entre as voluntárias que não utilizavam nenhum tipo de produto, a incidência desse problema foi de apenas 18%. O uso de óleos foi responsável por um resultando ainda pior, com 44% das pacientes apresentando infecção fúngica, enquanto somente 5% do grupo controle apresentaram quadros clínicos semelhantes.

Saiba quais são os sintomas mais comuns de DST.

A higiene íntima é muito importante, mas deve ser realizada com cuidado. (Foto: divulgação)

A higiene íntima é muito importante, mas é preciso realizá-la com cuidado e moderação para não acabar agredindo a mucosa vaginal. Essa atitude é importante para evitar o desequilíbrio da biota da região e aumentar a chance de contaminação por agentes geradores de doenças.

Top