Uso de chupeta: mitos e verdades

Quando o bebê chora e está inquieto na hora de dormir, as chupetas são grandes aliadas para o problema. Porém, o que a maioria…

Quando o bebê chora e está inquieto na hora de dormir, as chupetas são grandes aliadas para o problema. Porém, o que a maioria das pessoas não sabe é que elas devem ser usadas com moderação, pois oferecem alguns riscos para a saúde do bebê. Pensando nisso, selecionamos alguns mitos e verdades sobre a chupeta. Confira.

As chupetas ajudam a acalmar a criança. (Foto: divulgação)

Chupeta para crianças

Os problemas causados pelo uso das chupetas são muito discutidos.  Porém, a maioria dos bebês faz uso desse acessório com o intuito de manter a calma e ter um bom sono. Estima-se de 63% das crianças não fiquem sem a chupeta.

O uso dessa ferramenta não faz bem para os dentes, porém, segundo pesquisas ela reduz em até 90% os riscos de morte súbita. O assunto foi tão considerado que a Academina Norte-Americana passou a recomendar o uso durante o sono até o primeiro ano de vida.

No Brasil, o assunto ainda gera muitas discussões, já que Ministério da Saúde criou uma lei que proíbe o incentivo ao uso de chupeta pelos fabricantes, médicos ou mídia. Sendo assim, ela possui um lado positivo e outro negativo.

As chupetas ajudam a prevenir a morte súbita da criança. (Foto: divulgação)

Veja também chupeta do bebê como higienizar 

Mitos e verdades sobre a chupeta

1. Uso da chupeta reduz o risco de morte súbita.

Verdade. Estudos feitos acreditam que o uso de chupetas em recém-nascidos faz com que eles tenham mais facilidade para acordar e respirar pela boca, protegendo-os da asfixia. Mesmo depois que o bebê dorme 80% menos são as chances de ele passar por essa síndrome.

2. A chupeta provoca alterações no desenvolvimento bucal da criança.

Verdade. A chupeta pode provocar desde alterações na arcada dentária, respiração, mastigação, musculatura e até causar deformidades nos ossos da face. O uso prolongado pode gerar má oclusão, respiração pela boca e até enfraquecimento dos músculos do rosto.

Leia Também:  Receita de molho de manteiga com ervas

3. As chupetas podem ser usadas durante muito tempo.

Mito. Segundo especialistas o uso das chupetas deve ser feito somente até os três anos de idade, no máximo. O ideal é ir retirando o hábito aos poucos da criança. Quanto antes for retirada, menores serão os danos causados pela mesma.

4. A chupeta favorece para o desmame.

Verdade. Existem vários estudos que comprovam que o uso da chupeta auxilia no desmame precoce. Pois quando o bebê começa a sugar com a chupeta, ele fica acostumado com a sucção sem alimento.

5. A melhor chupeta é feita de látex.

Mito. O silicone é o material mais recomendado por ser menos poroso e não se deformar com as esterilizações. Ao comprar o produto, ele deve conter o selo de segurança do INMETRO.

O uso de chupeta pode provocar alterações nos dentes e boca. (Foto: divulgação)

Veja também chupeta e mamadeira, dicas

O uso de chupeta é muito comum logo nos primeiros anos de vida da criança, afinal ela é uma grande aliada para manter a calma e tranquilidade do pequeno. Porém, ela deve ser usada na medida certa para que não provoque problemas na boca da criança.

 

 

Top