Usando Espadrilha

O calçado que é a cara do verão tem o nome de espadrilha. De origem espanhola e portuguesa, a sua principal característica é o…

O calçado que é a cara do verão tem o nome de espadrilha. De origem espanhola e portuguesa, a sua principal característica é o solado feito de corda, ráfia, palha ou juta. Antigamente, a sua confecção era feita com espartos, uma planta parecida com a palha, e era trançado em seu solado.

Foram usadas na Guerra Civil na Espanha, na década de 1930, pelos próprios soldados. O calçado era visto nos pés de pescadores e camponeses. É claro que o modelo daquela época era o flat, até que Yves Saint Laurent, no final da década de 1960, resolveu deixar a peça mais feminina e aumentou o tamanho da sola deixando-a com salto. Na década de 1970, os hippies adotaram a espadrilha como parceira dos looks.

Existem diversos modelos de espadrilha, os flats – sem salto e de lona, as anabelas com opção de serem peep toes ou não, e tem aquelas com amarrações nas canelas.

É uma ótima pedida para usar com vestidos estampados, listrados ou jeans. Fica muito delicado.

 

Outra opção legal é fazer a combinação de short jeans ou de tecido, assim como as saias longas e curtas com o calçado.

Macaquinhos combinam super com a espadrilha. É bem verão e refrescante.

Calça jeans também faz par com o calçado. As calças boyfriend deixam o look bem atual.

Os modelos sem salto são bem despojados e básicos, e entraram no guarda-roupa masculino.

Aqui no Brasil, a Havaianas desenvolveu um modelo muito legal de espadrilha, com várias cores e o solado de borracha.

A espadrilha pode ter o solado rústico, mas deixa o visual bem elegante.

Top